Niuan cola em Medeiros e Bolsonaro e não esconde o desejo de ser prefeito

Niuan não esconde o desejo de disputar o pleito de 2020 ao lado do grupo do deputado José Medeiros

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O vice-prefeito de Cuiabá Niuan Ribeiro acabou de trocar de legenda: deixou o PSD de Carlos Fávaro e foi para o Podemos de José Medeiros. Jovem, ele não esconde o desejo de ser candidato a prefeito no próximo ano, mesmo tento que concorrer contra o atual prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) de quem foi colega de chapa na última eleição.

Em 2019, Niuan, que sempre agiu de forma discreta na Prefeitura de Cuiabá, decidiu mudar a postura e faz pontuações a coisas que precisam melhorar na atual gestão. Para ele, apesar de avanços o setor de Saúde ainda não vai bem e precisa melhorar.

“Soldado de Medeiros”, que é apoiador incondicional e aliado de primeira hora do Governo Bolsonaro, Niuan recebeu as chaves do Podemos e vai comandar a legenda na Capital.

“A gente pode cravar que o Podemos vai ser protagonista na próxima eleição em Cuiabá. Vai ter papel de destaque. Tem um convite para ser pré-candidato a prefeito e estou à disposição do partido”, disse Niuan, em entrevista ao LIVRE.

O vice-prefeito disse que tudo vai depender da maturação do projeto na eleição do ano que vem: segundo ele, se nas convenções o projeto se mostrar viável, ele vai encarar o pleito.

O novo filiado do Podemos disse que sua candidatura não depende do aval ou decisão do prefeito Emanuel Pinheiro. Conta que foram aliados em 2016 porque entendiam que tinham um projeto que era o melhor para Cuiabá.

Mas, que tudo é dinâmico na vida e destacou que, no momento, seu alinhamento é com o grupo de Medeiros e ideais éticos e morais.

“Cuiabá é uma cidade de 300 anos e tem muito que avançar”, disse o vice-prefeito e pré-candidato a prefeito.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS