Netflix e YouTube reduzem a qualidade de streaming na Europa durante surto do coronavírus

Netflix reduzirá a qualidade da transmissão

(Foto: Reprodução/O Livre | Arte: Felipe Martins)

Como medida para desacelerar o contágio do novo coronavírus na Europa, diversos países orientaram que seus habitantes ficassem em casa. Nisso, um fator importante entrou em jogo: para passar o tempo, as pessoas tem usado a carga de internet de modo excessivo.

Isso fez com que a União Europeia, temendo que os acessos pudessem sobrecarregar as redes do continente, solicitasse que plataformas de streaming diminuíssem a qualidade de transmissão. E foi o que aconteceu.

Na última quinta-feira (19), a Netflix acatou o pedido e anunciou que a redução vai durar pelos próximos 30 dias. A informação é da Variety.

“Por conta dos desafios criados pelo coronavírus, a Netflix decidiu começar a reduzir a taxa de bits em todas as nossas transmissões na Europa. Estimamos que isso reduzirá o tráfego nas redes da Europa em 25%”, informou um porta-voz da empresa.

E, nesta sexta-feira (20), foi a vez do Google de anunciar que seguirá a solicitação com o YouTube, segundo a agência Reuters. Não há informação sobre quantos dias a medida ficará em vigor.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAdolescente atende o celular do pai e é espancado a ponto de precisar ser hospitalizado
Próximo artigoCoronavírus: nos supermercados já é difícil achar produtos de limpeza e higiene pessoal

O LIVRE ADS