Necrofilia: homem é assassinado com pedradas na cabeça e estuprado após a morte

O crime ocorreu no antigo Centro Comunitário no Bairro Parque Del Rei, em Várzea Grande

(Imagem ilustrativa / Pixabay)

Um homem de 56 anos, identificado como Umberto Alberico da Silva, foi brutalmente assassinado na madrugada desta sexta-feira (7) por outro homem, identificado como Wandeilson Soares Gomes, 27 anos, com golpes com um pedaço de concreto e estuprado após a morte.

O crime ocorreu no antigo Centro Comunitário no Bairro Parque Del Rei, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá), por volta de 1h20. O local atualmente é abandonado e costuma ser frequentado por usuários de drogas e álcool.

Quando a Polícia Militar chegou, encontrou a vítima com as partes de baixo das vestes nua, caída no chão de um dos cômodos do Centro Comunitário, toda ensanguentada, com graves lesões na cabeça e com aparência de que havia sofrido violência sexual.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou o óbito de Umberto.

Uma testemunha se identificou e relatou que estava com Umberto quando o crime aconteceu. O homem disse que estava dormindo quando foi surpreendido pelo suspeito, que tentou agarrá-lo, mas ele conseguiu se desvencilhar e fugir.

De longe, porém, ele viu o momento que o suspeito pegou um pedaço de concreto e arremessou contra a cabeça da vítima, que continuava dormindo.

Depois, com Umberto todo ensanguentado, a testemunha viu o suspeito o puxando para um dos cômodos do antigo Centro Comunitário. Nesse momento, a testemunha saiu correndo e chamou a família da vítima.

Quando a família chegou, encontrou o suspeito saindo com a camisa e o short manchados de sangue. Ao ver as pessoas, ele saiu correndo para um matagal e fugiu.

Os militares acionaram a Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Enquanto a equipe aguardava, outra testemunha informou que o suspeito poderia estar na casa dos pais e deu o endereço.

Os policiais foram até o local e encontraram o suspeito todo molhado, escondido embaixo de uma cama. Em um cesto de roupa suja, foi localizada uma camisa manchada de sangue.

Conforme o boletim de ocorrência, vizinhos disseram aos policiais que no ano passado o suspeito havia cometido o mesmo crime: assassinado um homem e praticado necrofilia.

O suspeito foi preso com algumas escoriações na face, causadas por resistência da vítima, ou durante a fuga. O caso foi registrado como homicídio doloso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEspecial de 20 anos de Harry Potter é a estreia mais vista do HBO Max na América Latina
Próximo artigoErro nos dados