Natal: número de contratações temporárias pode ser o maior em 10 anos

E se você está em busca de emprego, saiba que a taxa de efetivação desses trabalhadores deve ser mais de 12% em Mato Grosso

(Foto: Ednilson Aguiar/O LIVRE)

A contratação de funcionários temporários neste Natal pode atingir o melhor saldo dos últimos 10 anos, em Mato Grosso. A expectativa é que sejam abertas 2.857 vagas neste período.

Os números são da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e mostram uma recuperação após a queda observada em 2020, quando foram abertas apenas 1.787 vagas no Estado, em razão da pandemia da covid-19.

O levantamento revela que a maior parte das vagas (45,3%) deve ser preenchida em  hiper e supermercados. Em seguida, a parecem as lojas de vestuário e calçados (16,6%) e de utilidades domésticas (13,9%). Demais segmentos do comércio correspondem a 24,1% das vagas que serão ofertadas.

Sobre a taxa de efetivação desse trabalhadores temporários, Mato Grosso deve seguir a média nacional prevista para 2021, de 12,2%, índice maior do que nos últimos cinco anos.

Salários

Com relação ao salário médio desses trabalhadores, a CNC prevê o valor de R$ 1.608. O montante é 5,1% maior em relação a igual período do ano passado.

O aumento observado, segundo o presidente da Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior, deve elevar ainda mais a expectativa de vendas por parte dos empresários.

“É a principal data do comércio e concentra os picos anuais de vendas no varejo. Mesmo em 2020, em plena pandemia, Mato Grosso teve sua quarta maior marca histórica em vendas para o Natal”, explicou.

Diferente do ano anterior, os empresários estão mais preparados neste ano e, por isso,  esperam uma performance de vendas ainda maior, “mesmo com o espectro da inflação pairando no mercado”, concluiu o presidente da Fecomércio-MT.

Cenário nacional

No país, está prevista a abertura de 94,2 mil vagas para atender aumento sazonal das vendas natalinas. O setor que mais deve contratar é o de vestuário (61,4%), seguido de hiper e supermercado (20,1%).

No ano passado, também por motivos pandêmicos, foram registradas 68,3 mil novas vagas no período.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJornalista não é justiceiro
Próximo artigoRedução de imposto ainda tem que ser votada; governo diz ter 12 votos