Narciso de Segundo Sol: Conheça Osmar Silveira, o mato-grossense na novela das nove

O ator tem ganhado espaço na novela da faixa das 21h, despontou nacionalmente ao interpretar Cazuza em musical

Osmar Silveira é mato-grossense e atua no teatro e televisão

Na semana passada o personagem Narciso, vivido pelo ator Osmar Silveira, foi expulso da casa dos pais, um núcleo bastante controverso da novela Segundo Sol. Além de ajudar Luzia, protagonista da trama vivida por Giovana Antonelli, a salvar a filha que caíra em uma emboscada da polícia – armada pelo pai dele -, devolveu o dinheiro do falso sequestro de Manuela (Luiza Arraes).

Depois de sair aos prantos rumo ao incerto – cena que emocionou os telespectadores – o bon vivant que auxiliava a família nos negócios do tráfico de drogas, sumiu da trama o que alimenta o imaginário de quem acompanha a novela. É que por conta do carisma que vem conquistando, os fãs do ator estão na torcida para que Narciso tenha chance de se redimir e até mesmo, que possa conquistar Luisa, por quem se apaixonou.

Osmar Silveira
Narciso, Luzia e Luisa em cena tensa!

“O Narciso foi um presente do Dênis [Carvalho, o diretor] para mim. O personagem viveu uma reviravolta, uma guinada de 180 graus. Não imaginava que fosse crescer dessa forma. O contato com o público tem sido caloroso”.

E ele adianta que Narciso tem boas chances de mudar o foco. “Como vocês viram nas últimas semanas, é possível acreditar na sua redenção. Agora vamos aguardar para ver o que virá nos próximos capítulos”.

Osmar Silveira: De Campo Verde (MT) para a Globo

O que alguns telespectadores que acompanham a novela ainda não sabem, é que o ator que vem conquistando carisma do público é um mato-grossense que há seis anos deixou Campo Verde, onde viveu toda a infância e adolescência para perseguir seu sonho.

“Minha família foi do Paraná para Mato Grosso. Meus avós paternos e maternos compraram terras e desde então vivem em Campo Verde. Eu só não nasci em Campo Verde porquê à época não tinha hospital aberto na cidade, daí fui para Jaciara, bem do ladinho, mas foi só o parto mesmo”, conta.

“A minha infância foi incrível, desde muito cedo, comecei a fazer aulas de teatro, dança e canto, que eram ofertadas gratuitamente pela Prefeitura da cidade”.

Primeira projeção foi no papel de Cazuza

Osmar Silveira
Osmar Silveira interpretou Cazuza, no musical Pro Dia Nascer Feliz

Depois de participar de uma campanha política municipal em 2012, pegou a remuneração e investiu em uma viagem ao Rio de Janeiro. Inicialmente, ficaria apenas seis meses, mas o presente vem mostrar que ele estava mesmo predestinado. Com pouco tempo emplacou vaga no musical Enlace, com Cláudio Ohana e logo, virou stand-in do ator Emílio Dantas no musical Cazuza e depois, vieram mais duas novelas na Record.

“Mas esse papel na novela é um dos principais trabalhos que fiz. Cazuza foi meu divisor de águas, porque foi quando lançaram os olhos sobre mim, mas Segundo Sol me deu essa projeção muito maior”.

Dado o volume de trabalho, é pouco tempo que sobra. “Mas normalmente volto para Campo Verde uma ou duas vezes ao ano. No fim do ano é certeiro”.

A família, é a principal apoiadora. “Óbvio que eu precisava buscar novos horizontes, como é uma cidade do interior e neste tempo não havia curso de artes cênicas na cidade, eles tinham essa preocupação. Inserido neste ambiente desde cedo, acho que a arte me escolheu”.

Osmar silveira
Foto: Sérgio Baia

Por fim, Osmar Silveira manda um recado para os conterrâneos: “Morro de saudade da minha terra, mas ela permanece dentro do meu coração. Agradeço a torcida de todos você, recebo muitas mensagens. Algumas pessoas me enxergam como um exemplo de superação”, conta.

“Quero mandar um beijo bem carinhoso e dizer que para onde vou, elevo o nome de Mato Grosso. Tenho muito orgulho de carregar essa essência do interior, de gente que vai atrás, que acredita que é possível. Então eu digo, acredite, você consegue”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMaioria dos candidatos nas eleições deste ano em Mato Grosso é de empresário
Próximo artigoNo Dia da Igualdade Feminina, professora de kung fu celebra conquistas