“Não pode ser política de governo”, diz novo ministro sobre lockdown

Médico Marcelo Queiroga lembrou que no enfrentamento da pandemia a economia não deve ser sacrificada

(Foto: divulgação)

Na manhã desta terça-feira (16), o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que o isolamento social obrigatório não pode ser eterno e nem ser mantido como política de governo.

Em seu primeiro dia como ministro, o cardiologista afirmou que o lockdown só deve permanecer nas situações mais extremas. O médico lembrou ainda que os aspectos da economia também não podem ser deixados de lado quando se trata da pandemia.

“Esse termo decorre de situações extremas. Não pode ser política de governo fazer lockdown. Tem outros aspectos da economia para serem olhados”, declarou o médico, em entrevista à CNN Brasil.

O médico lembrou também que quanto mais rápido a pandemia for combatida, mais rápido será a retomada da economia brasileira.

“Quanto mais eficiente forem as políticas sanitárias, mais rápido haverá a retomada da economia”, concluiu o ministro.

Em breve um novo plano de enfrentamento da pandemia também deve ser anunciado pelo ministro da saúde.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSalário não vale o risco: Médicos e enfermeiros negam falta de profissionais no mercado
Próximo artigoCross Marketing é ferramenta para 2021