Não está liberado

Presidente do MBD, Carlos Bezerra proibiu prefeitos de apoiar candidatos que não estejam na aliança

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) não poderá apoiar a candidatura do amigo Júlio Campos (DEM) ao Senado. O diretório do MDB decidiu encerrar a polêmica com a proibição a todos os prefeitos da sigla de participar de campanhas de políticos de fora do grupo.

O presidente do MDB, Carlos Bezerra, anunciou a decisão nesta quinta-feira (12) em reunião da direção do diretório. A decisão frustra a intenção de Emanuel.

LEIA TAMBÉM

Nessa quarta-feira (11), o prefeito havia dito que seu voto é de Júlio Campos. Também que estranhou as posições “contraditórias” da direção do MDB sobre a liberação de apoio a terceiros.

Ele disse que já vinha conversando há algum tempo com “a força do MDB” sobre sua intenção em ficar ao lado de Júlio Campos.

Seria a segunda vez consecutiva que Emanuel Pinheiro seguiria rumo diferente ao do partido. Nas eleições ao governo em 2018, o MDB fechou aliança com o DEM, do governador Mauro Mendes, enquanto Emanuel apoiou Wellington Fagundes (PL).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorO verdadeiro Estado laico brasileiro
Próximo artigoPeça com Miguel Falabella e Zezé Polessa chega em Cuiabá