Não consegue dar remédio para seu cachorro ou gato? Separamos 5 dicas

Se tentar esconder o comprimido na salsicha não funciona com seu pet, você precisa ler esse texto

(Foto: Mikhail Nilov / Pexels)

Seria bem mais fácil se todo remédio para cachorro e, principalmente, para gatos tivesse um gosto irresistível para os pets. Mas a realidade nem sempre atende a expectativa.

A dica mais básica que especialistas e veterinários dão é: tente misturar o remédio na comida. As rações úmidas são sempre as mais indicadas. Ou, então: use um petisco.

A verdade, no entanto, é que alguns pets já nascem com a incrível habilidade de separar o comprimido do pedaço da salsicha. Neste caso, é melhor dominar uma técnica do que inventar truques.

Confira as dicas separadas pelos experts da PetLove:

1. 40 segundos de massagem

Fazer seu cachorro ou gato engolir um comprido vai dar certo se você tiver paciência. Abra a boca do animal, coloque o comprimido o mais fundo que conseguir e feche. Mas não solte.

É preciso segurar o bicho com o focinho fechado por 30 ou 40 segundos. A cabeça tem que estar apontado para cima e se você fizer massagens leve na região da garganta vai ajudar.

2. Enrole o gato (literalmente)

Se o comprimido precisa ser dado para um gato, uma dica importante para garantir sua segurança e deixar o bichano mais calmo é enrolá-lo em uma toalha.

As unhas não vão te arranhar, os movimentos dele vão ficar mais limitados e tudo vai ser mais tranquilo.

3. Para remédios líquidos, use seringa

Claro, ela não vai ter agulha. E não, não é preciso abrir a boca do bicho. Basta levantar um pouco o lábio e encaixar a ponta da seringa entre os dentes. E atenção! Não injete o líquido todo de uma vez.

4. Evitando “cuspes”

Principalmente os cachorros podem cuspir medicamentos líquidos, mesmo se você seguir todas as regras acima. Os veterinários dizem que para evitar isso, basta continuar segurando o focinho para evitar que ele abra e soprar levemente a boca do doguinho.

Com isso, seu cachorro vai querer lamber o próprio nariz e esse movimento vai fazê-lo executar movimentos de engolir saliva. E adivinha, o remédio vai junto.

5. Pode ser que eles vomitem

Ainda que você tenha sucesso em todas essas etapas, não há como prever se o pet vai ou não vomitar o remédio. É preciso observá-lo. E neste caso, não tem jeito: você e seu veterinário vão ter que encontrar outra solução para o problema.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorExpediente interno do MPE será retomado de forma presencial em 67 municípios
Próximo artigoNúmero de feminicídios diminui enquanto de homicídios contra mulheres aumenta em MT