Não caia nessa! Polícia Civil faz alerta para o “golpe do delivery”

Segundo a polícia, entregadores usam os celulares para filmar dados bancários e senha das vítimas

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Novo golpe na praça! Na hora de entregar o pedido feito por um aplicativo, o entregador pede seu cartão para o pagamento e… filma os dados bancários sem que você perceba. É o que alerta a Polícia Civil.

Segundo o delegado Ruy Guilherme Peral, da Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos, o entregador geralmente se aproveita de condições como a baixa luminosidade das ruas para aplicar o golpe.

“Ele liga o flash da câmera alegando que é para ajudar a vítima a digitar a senha e, com a câmera filma a frente, o verso do cartão e a vítima digitando a senha. Depois disso faz compras pela internet com esses dados”, explica o delegado.

Em Mato Grosso, ainda não foram registradas ocorrências do tipo, mas prevenir é melhor do que remediar. Para se proteger, a recomendação é optar pelos pagamentos dentro do aplicativo ou não entregar o cartão na hora do pagamento. Peça que o entregador lhe dê a maquinhinha.

Em caso de golpes, ligue 197 ou registre um boletim de ocorrência pela Delegacia Virtual.

Fraudes pela internet

Em Mato Grosso, os casos de fraudes aplicadas pela internet tiveram alta de 372% no primeiro ano da pandemia. Os dados são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT).

Os golpes virtuais já existiam, mas pode-se dizer que os criminosos atualizaram as suas táticas de atuação.

Em 2019, por exemplo, entre as diversas fraudes aplicadas pela internet, a Polícia Civil registrou 325 boletins de ocorrência. No ano passado, o número subiu para 1.535 casos.

De acordo com a Sesp, todas as modalidades de crimes cibernéticos cresceram no mesmo intervalo: estelionato (137%), extorsão (196%), falsidade ideológica (67%) e fraudes no comércio (164%).

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDepois de receber ameaças, casal de venezuelanos recomeça a vida no Brasil
Próximo artigoVárzea Grande já realizou 624 cirurgias ortopédicas em 2021