Namorados vão gastar 11% a mais no presente deste ano, informa pesquisa

No levantamento, 67% dos consumidores disseram que irão comprar presentes

O Dia dos Namorados, comemorado nesta terça-feira (12.06), tem se tornado uma data cada vez mais expressivo para alguns segmentos do comércio. A Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) está otimista com as vendas, já que o valor médio do presente do Dia dos Namorados cresceu em 11%, na comparação com 2017, segundo a pesquisa Hábitos de Consumo da Boa Vista SCPC, realizada com mais de mil entrevistados em todo o país, ao longo do mês de maio, para esta data comemorativa.

Ainda de acordo com os dados da pesquisa, para este Dia dos Namorados, 64% dos consumidores pretendem gastar até R$ 200 (33% até R$ 100 e 31% entre R$ 101 a R$ 200). Outros 20% pretendem gastar de R$ 201 a R$ 600 (15% até R$ 400 e 5% entre R$ 401 a R$ 600). 16% de R$ 601 a valores superiores a R$ 1 mil (4% de R$ 601 a R$ 800. 5% de R$ 801 a R$ 1.000 e 7% acima de R$ 1.000).

E não foi só o valor do presente que apresentou melhora. O número de pessoas que pretende comprar algo nesta data também aumentou. No levantamento, 67% dos consumidores disseram que irão comprar presentes para comemorar o Dia dos Namorados, um crescimento de 5p.p. (pontos percentuais) ante 2017. 44% informaram que irão gastar mais que o ano passado (em 2017, 40% afirmaram que investiriam valor superior). 37% alegaram que vão gastar o mesmo valor e 19% pretendem gastar menos.

“Os números mostram que o Dia dos Namorados é muito favorável para os comerciantes alavancarem as vendas, já que existe uma troca de presentes entre os casais, sendo um bom momento para se vender mais”, comentou Jonas Alves, ao lembrar que várias lojas estão investindo em liquidações, oferecendo linhas de produtos a preços mais atraentes aos consumidores, para incentivar o consumo.

Outro fator importante que vai contribuir para aquecer as vendas do Dia dos Namorados, lembrou o presidente da Associação Comercial de Cuiabá e da Facmat, é antecipação do pagamento dos salários dos servidores públicos estaduais, ocorrido na última sexta-feira (08.08).

Forma de pagamento

A pesquisa da Boa Vista SCPC ressaltou ainda que este ano, 60% dos consumidores irão pagar à vista o presente do Dia dos Namorados (queda de 5p.p. em relação a 2017). Para os que farão o pagamento à vista, 40% utilizarão dinheiro em espécie. 34% o cartão de débito. 22% o cartão de crédito com parcela única e 4% com boleto (também parcela única). Dos 40% que irão comprar o presente e pagar de forma parcelada (5p.p. acima em comparação ao ano passado), 85% usarão o cartão de crédito, 9% o carnê, 4% o boleto e 2% o cartão de débito programado.

Mas há também quem não pense em gastar com presentes nesta data. Segundo a pesquisa da Boa Vista, 33% disseram que não comprarão presentes este ano (eram 38% em 20017). Destes, 55% alegaram estar endividados e outros 25% porque não costumam comprar presentes nesta data. 17% porque estão desempregados e 3% porque irão priorizar as contas da casa (dia a dia).

Influências na hora da compra

Para 42% dos consumidores, a decisão da compra do presente para o Dia dos Namorados será pautada no desejo de quem irá receber o presente. Mesmo percentual de 2017. Outros 33% decidirão de acordo com a necessidade ou utilidade do presente.

23% dos consumidores gostariam de ganhar (se pudessem escolher), uma viagem romântica como presente do Dia dos Namorados. Passeio (sem ser viagem) e atividades de lazer representam a segunda opção entre os tipos de presentes desejados (com 16% das menções, contra 3% registrados em 2017). Celulares e smartphones ocupam a terceira posição, empatados com itens de vestuário (roupas e calçados), ambos com 13% das menções.

Por outro lado, na prática, 31% disseram que irão optar por roupas e acessórios como presente para o Dia dos Namorados. Jantar romântico e ida a shows e cinema serão a segunda opção de presente para comemorar a data, com 22% das menções. Perfumaria aparece em terceiro lugar com 13%.

Local da compra

81% dos consumidores comprarão o presente do Dia dos Namorados em loja física e 19% pela Internet. 50% deles irão concentrar as compras nas lojas de shoppings. 32% em lojas de rua. 9% nas grandes redes varejistas e magazines. 2% em hipermercados e 7% em outros locais.

Para 48% dos consumidores, o atendimento é o quesito principal e será levado em consideração ao decidir pelo local onde comprarão o presente do Dia dos Namorados. Em segundo lugar surgem as opções de parcelamento (13%), seguido pela segurança oferecida no local (10%).

Metodologia

A Pesquisa Hábitos de Consumo no Dia dos Namorados, da Boa Vista SCPC, foi realizada de forma quantitativa, por meio de abordagem via Internet, no período de 18 a 28 de maio de 2018. O universo é representado por consumidores de modo geral, incluindo aqueles que buscaram informações e orientações no portal Consumidor Positivo da Boa Vista SCPC: www.consumidorpositivo.com.br. A amostra é aleatória, não probabilística, alcançando um total de 1.100 respondentes, sendo que 53% são mulheres e 72% dos concentram-se na faixa etária entre 21 a 40 anos. Dos entrevistados, 66% são namorados casados ou que moram juntos, e 34% são namorados solteiros. Para a leitura dos resultados é preciso considerar as diferenças estatísticas entre as amostras coletadas, com 3% de margem de erro e confiabilidade de 95%.

Com Assessoria 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMato Grosso tem o etanol mais barato do país, diz pesquisa
Próximo artigoTemperatura volta a cair e Cuiabá deve registrar mínima de 12 graus