|terça, 22 maio 2018

    Nadal conquista o US Open pela terceira vez

    COMPARTILHECOMPARTILHE

    Reprodução

    Tenis

    Sem qualquer dificuldade, em um jogo sem muitas emoções, o espanhol Rafael Nadal confirmou o seu amplo favoritismo neste domingo e conquistou pela terceira vez na carreira o título do US Open – o quarto e último Grand Slam da temporada, disputado em quadras rápidas em Nova York, nos Estados Unidos. Em 2 horas e 25 minutos, o atual número 1 do mundo ganhou por 3 sets a 0 – com parciais de 6/3, 6/3 e 6/4.

    As outras duas conquistas do US Open aconteceram em 2010 e 2013, ambas contra o sérvio Novak Djokovic. E a única derrota em decisões em Nova York foi, coincidentemente, para o tenista da Sérvia, em 2011. Em 23 finais de Grand Slam na carreira – só atrás do suíço Roger Federer, que já disputou 29 -, são agora 16 títulos – novamente atrás de Federer, que tem 19. Além dos três nos Estados Unidos, Rafael Nadal é o recordista de Roland Garros com 10 taças. São outros dois em Wimbledon e um no Aberto da Austrália.

    Com o título deste domingo, Rafael Nadal se junta a um seleto e especial grupo de campeões em Nova York. Se igualou ao norte-americano John McEnroe como o quinto maior vencedor do Grand Slam norte-americano na Era Aberto do tênis. Os maiores ganhadores são Roger Federer e os também locais Pete Sampras e Jimmy Connors, com cinco taças. O checo naturalizado norte-americano Ivan Lendl tem quatro.

    A conquista em Nova York foi a 74.ª de Rafael Nadal na sua carreira profissional e encerrou um jejum de mais de três anos do tenista espanhol sem vencer em quadras rápidas. A última havia sido em janeiro de 2014 no ATP 250 de Doha, no Catar.

    “Foram duas semanas muito especiais para mim. Pessoalmente, foi inacreditável o que aconteceu neste ano depois dos problemas e das lesões. O início da temporada foi muito emocionante. Fechar o ano do Grand Slam vencendo aqui em Nova York, com essa torcida incrível, me deixa muito, muito feliz”, comemorou o agora tricampeão, ainda na quadra Arthur Ashe, a principal do Complexo de Flushing Meadows, logo após a vitória.

    Para Kevin Anderson, ex-Top 10 do ranking da ATP e atual número 32 do mundo, fica o consolo de voltar ao Top 15 na atualização da lista nesta segunda-feira. No confronto direto contra Rafael Nadal, agora são cinco derrotas nas cinco partidas disputadas.

    “Rafa, você é um ídolo para mim e mostrou hoje (domingo) porque é um dos maiores. Não é o resultado que eu gostaria, espero voltar. Foi um dia difícil para mim, enfrentei um oponente muito bom. Estou satisfeito pelas duas semanas que tive”, afirmou o tenista sul-africano na cerimônia de premiação.

    (Com Agência Estado)

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Please enter your name here
    Please enter your comment!

    DESTAQUES

    Policiais se revoltam ao prender “Pateta” andando de BMW

    Esposa é ameaçada pela amante do marido com ajuda de PM

    Em curso de mergulho, bombeiros fazem prova escrita embaixo d’água

    Idoso é preso e uma das acusações é o roubo de sua própria motocicleta

    Ladrões roubam carro em frente a escola e mãe tira filho de veículo às...

    X