Na Alemanha, lockdown valerá apenas para não vacinados

A medida cria dois tipos de cidadãos, dando mais direitos aos vacinados contra o coronavírus

(Foto: Portal Bueno) Adoção de medidas educativas na Alemanha gerou resultado positivo

Nessa sexta-feira (2), o ministro da Saúde da Alemanha, Jens Spahn, confirmou durante uma coletiva de imprensa que futuros Lockdowns só valerão para “não vacinados”. Na prática, a decisão do país cria duas classes diferentes de pessoas, os vacinados e os não vacinados.

Ainda ontem, Helge Braun, diretor de gabinete da chanceler Angela Merkel, disse também em entrevista que não há motivos para um Lockdown geral.

Dessa forma, apenas os não vacinados estariam sujeitos ao isolamento social obrigatório imposto pelo país germânico.

“Se as pessoas vacinadas estiverem em algum lugar, não colocam as outras em perigo, não há nenhuma razão para reduzir os contatos nesse caso”, disse Braun em entrevista à rádio MDR.

Dois tipos de cidadão

Críticos à decisão do governo afirmam que o país está criando dois tipos de cidadãos e que a medida pode não ser o melhor caminho.

A medida também continua afetando a economia, uma vez que lá apenas os mais velhos estão imunizados e os cidadãos em idade de trabalho ainda podem não ter tido a oportunidade de serem vacinados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorApenas 22% das pessoas seguem dieta mais saudável após isolamento social, aponta pesquisa
Próximo artigoEnergia mais cara: entenda como funcionam as bandeiras tarifárias