Músico cuiabano João Reis busca financiamento coletivo para lançar novo álbum

A meta é chegar em R$ 30 mil; com menos de uma semana, campanha já atingiu R$ 10 mil

O cantor, compositor e produtor cultural cuiabano João Reis teve uma ideia para conseguir apresentar o seu novo projeto, “Hábito”, ele se reinventou e criou uma campanha de financiamento coletivo.

A contribuição voluntária vai distribuir prêmios aos apoiadores, que vão desde caderninhos com as letras das músicas, aulas de violão e acesso ao álbum virtual, a sarau e show exclusivo. A meta é arrecadar R$ 30 mil na campanha “Tudo ou nada”, que significa que se não for atingida, todo o dinheiro é devolvido integralmente aos colaboradores.

O artista também teve que ter coragem para desapegar de quase todos os seus equipamentos musicais, entre eles uma guitarra e um violão, para investir neste álbum, ficando apenas com o primeiro violão que João ganhou dos amigos, o essencial para realizar o trabalho.

Sobre João

João Reis sempre foi um compositor ligado nos detalhes e nas letras. A prova disto é o seu álbum “Hábito”, que está sensacional e precisa de ajuda para ser financiado.

Em 2014, estreou seu primeiro show autoral e, desde então, fez lançamentos de EPs, singles e clipes. Já participou de diversos shows com a cantora e compositora Ana Rafaela e dividiu o palco com Fernando Anitelli, fundador do Teatro Mágico. Também fez a abertura do show do Lenine, no projeto “Vem Pra Arena”, em 2016.

João é professor de instrumentos de cordas e de composição e arranjo na Escola de Música Bateras Beat Cuiabá. Em 2019, representou o estado de Mato Grosso na III Mostra Nacional de Música da Sesc Escola de Ensino Médio, no Rio de Janeiro. Sem contar os vários trabalhos com o teatro.

Tudo ou Nada

O financiamento foi lançado no último dia 02 de fevereiro, com meta de arrecadar R$ 30 mil em 30 dias (até o dia 06 de março).

Para colaborar é muito fácil. Basta se cadastrar no site do Catarse, selecionar uma das recompensas na página da campanha e contribuir. Os valores variam entre R$ 10 a R$ 2 mil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem vai a casa de massagem em busca de mulheres, só encontra homens e ainda é extorquido
Próximo artigoSTF nega HC e mantém internação de menor que atirou em Isabele