Municípios de MT já receberam R$ 1,2 bilhão de auxílio federal

Maior parte do recurso foi destinado para mitigar os efeitos da paralisação econômica e apenas 59% desse total foi efetivamente empregado

Imagem Ilustrativa (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Os municípios de Mato Grosso já receberam R$ 1,2 bilhão em auxílio do governo federal em decorrência da pandemia. Conforme painel de acompanhamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE), o maior volume chegou destinado a ações de combate aos efeitos da paralisação econômica. 

Esse fundo provisório acumula, em 11 meses de pandemia, R$ 784 milhões. A quantia vem sendo aplicada em medidas diversas, que estão sendo justificadas pela queda da arrecadação de impostos.  

Esse gasto foi referendado pelo TCE em parecer à consulta sobre o uso do recurso da covid-19 em outras áreas do município, além da saúde. 

O dinheiro carimbado para o enfrentamento à pandemia, em si, soma R$ 429 milhões. Dele saem as despesas com leitos, tratamento na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) de pacientes com sintomas suspeitos e compra de equipamentos, como máscara facial, luvas, etc. 

O painel do TCE mostra que o pico da entrada desses recursos aconteceu em junho e julho do ano passado. Os fundos receberam R$ 210 milhões e R$ 221 milhões, respectivamente. 

Foram meses em que o recurso para assistência econômica passou à frente do dinheiro para a pandemia e manteve a posição até outubro. Em março, o fundo para a saúde somou R$ 7,2 milhões e chegou a dezembro com o mesmo valor. 

A entrada do maior volume foi registrada em agosto, mês em que os municípios receberam R$ 118,6 milhões. Em julho foram R$ 42 milhões e, em julho, R$ 95 milhões. 

Quanto ao gasto, o TCE informa a liquidação de R$ 713 milhões, volume que representa 59% dos R$ 1,2 bilhão. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCotistas de resort de luxo reclamam de prejuízos e descumprimento de contrato
Próximo artigoSilval oferece imóveis para honrar dívida de R$ 23,4 mi com o Judiciário