Multas de R$ 125 mil

Ministério Público do Trabalho quer que o prefeito Emanuel Pinheiro o secretário Luiz Antônio paguem por falha no sistema de saúde

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Ministério Público do Trabalho (MPT) cobra do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), e do secretário municipal de Saúde, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, o pagamento de multa diária, no valor de R$ 5 mil, que começou a contar no início de abril. 

A cobrança é direta e nominal e, hoje, o valor estaria acumulado em torno de R$ 125 mil para cada um. Um recurso foi protocolado nesta quinta-feira (2) com o pedido à Justiça de ordem de pagamento. 

A multa vem do descumprimento de liminar concedida no dia 12 de abril pela 2ª Vara do Trabalho de Cuiabá, “para fornecimento de condições adequadas de trabalho aos profissionais de saúde”. 

Na época, o MPT alegava que faltava aos profissionais, que estão na lida diária do combate ao novo coronavírus, equipamentos de proteção individual (EPI), produtos de higiene e  treinamento. 

Conforme denúncia dos conselhos regionais de Medicina e de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, somente três de oito unidades de saúde inspecionadas não tinham  irregularidades. 

E, até agora, a prefeitura não teria solucionado os problemas. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCombate à fake news ou censura? Projeto divide opiniões na bancada federal de MT
Próximo artigoEstuprada na adolescência, jovem vê sua vida ameaçada por padrasto com quem teve um filho