Mulher que mandava mensagens para celular do pai morto recebe resposta emocionante

Caiu um cisco aqui...

Lidar com a morte de familiares e conhecidos sempre é um processo muito individual e bastante penoso. Para uma mulher do Arkansas, EUA, que perdeu o seu pai há 4 anos, a terapia encontrada foi mandar mensagens para o celular dele cotidianamente.

Ela contava como foi o dia e as principais novidades de sua vida e isso se tornou um hábito.

Passados 4 anos, a mulher não se importou em saber se outra pessoa havia adquirido o número. Isso até a última quinta-feira (24).

Chastity Patterson, de 23 anos, mandou mais uma mensagem e teve uma baita surpresa: recebeu uma resposta.

A mensagem dela fazia uma referência ao aniversário do falecimento.

“Oi, pai, sou eu. Amanhã será um dia difícil de novo! Já fazem 4 anos desde que eu te perdi e nenhum dia passa sem que eu sinta saudades. Muita coisa aconteceu neste pouco tempo. Eu venci o câncer e não fiquei mais doente desde que você estava aqui, como te prometi que cuidaria melhor de mim mesma! Eu terminei a faculdade e me graduei com honras. Agora eu voltei e estou terminando de novo! Eu me apaixonei e tive o coração quebrado (você teria matado ele), mas eu catei os meus cacos e me tornei uma mulher mais forte”.
E continuava: “Eu perdi todos os meus amigos e fui ao fundo do poço, mas eu achei alguém que entrou na minha vida e me salvou! Eu não tenho nenhuma criança ainda, você ficaria feliz com isso, mas estou pronta! Eu ainda deixo a mamãe louca todo dia, mas mantenho ela em atividade”.
Finalizando: “Sinto muito por não ter estado lá quando você mais precisou de mim, mas um dia teremos a chance de ver aquele jogo! Eu tenho medo do casamento, porque vou ter que andar por aquele longo corredor sozinha e você não vai estar lá pra me dizer que tudo vai ficar bem. Eu estou indo bem, você ficaria muito orgulhoso da mulher que eu me tornei… Nããão, eu ainda sou linguaruda e minha atitude não mudou. E NÃO, eu não ganhei peso, ele vai todo pra minha cabeça. Só queria dizer que te amo e realmente sinto saudades”, escreveu.

A resposta inesperada:

“Oi querida, eu não sou o seu pai, mas estou recebendo todas as suas mensagens dos últimos 4 anos. Eu já ficava esperando suas mensagens matinais e as atualizações noturnas. Meu nome é Brad e eu perdi minha filha em um acidente de carro em 2014. Suas mensagens me mantiveram vivo. Quando você me enviou a mensagem, eu sabia que era algo de Deus”.
“Sinto muito por você ter perdido alguém tão próximo de você, mas eu te ouvi por todos esses anos e eu vi você crescer e passar por mais coisas do que todo mundo. Eu já queria ter te respondido, mas não queria partir o seu coração. Você é uma mulher extraordinária e eu queria que minha filha tivesse se tornado a mulher que você é”.
“Obrigado pelas suas atualizações diárias, você me lembrou de que existe um Deus e de que não é culpa d’Ele que minha pequena menina se foi. Ele me deu você, meu pequeno anjo, e eu sabia que esse dia viria. Tudo vai ficar bem, você se esforçará todo dia para fazer brilhar a luz que Deus te deu. Sinto muito por você ter precisado passar por isso, mas se isso ameniza algo, estou muito orgulhoso de você!”.

Comovida, Chastity compartilhou as mensagens no Facebook, que chegaram a 265 mil compartilhamentos.

“Hoje foi o sinal de que tudo está bem e de que posso deixá-lo descansar”, disse ela.

“Eu compartilhei as mensagens com minha família e com meus amigos pra mostrar que há um Deus e que pode demorar quatro anos, mas Ele aparece na hora certa”, completou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConfronto com a polícia deixa 17 traficantes mortos em Manaus
Próximo artigoIGP-M acumula inflação de 3,15% em 12 meses, diz FGV