Mulher é presa por matar idoso queimado e alega que ele teria tentado queimá-la antes

Ela jogou uma garrafa com combustível na vítima e em seguida ateou fogo nele

Imagem ilustrativa/ Pixabay

Uma mulher de 33 anos foi indiciada pela Polícia Judiciária Civil nesta semana pela morte de Oséias Vicente, 60 anos. Ela é acusada de ter ateado fogo no corpo do idoso que morreu após passar nove dias internado em um hospital de Juína (760 km de Cuiabá).

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, o corpo de Oséias foi encontrado no dia 5 de junho deste ano próximo ao terminal rodoviário de Juína, com queimaduras de terceiro grau.

Ele foi internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital da cidade, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no dia 14 de junho.

Desde o encontro da vítima, a Polícia Civil iniciou investigações para apurar o caso e o delegado Marco Bortolotto Remuzzi chegou a Josiane Lima dos Santos, que teria se desentendido com a vítima.

Segundo as apurações do delegado, durante o desentendimento, Josiane teria pegado uma garrafa com combustível e jogado em Oséias, ateando fogo nele em seguida. Testemunhas presenciaram a briga entre os dois.

Após ser detida, Josiane confessou o crime, mas alegou que Oséias teria tentado matá-la antes, também com fogo, após uma discussão.

Ela – que já possui diversas passagens por crimes como roubos, tráfico de drogas e homicídios – agora foi indiciada por homicídio qualificado.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.