Mulher é estuprada, fica com medo de denunciar e bandido volta no outro dia

No segundo dia, ele a agrediu na cabeça com um pedaço de madeira e ela precisou ser hospitalizada

Imagem ilustrativa (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma mulher de 52 anos sofreu por dois dias ao ser primeiro estuprada por um homem, mas ficar com medo de denunciar e ele voltar no outro dia. Além disso, ela foi agredida por ele com um pedaço de madeira.

A violência aconteceu na casa da vítima, no Bairro São José, em Nova Lacerda (545 km de Cuiabá).

Segundo a vítima, nessa terça-feira (15) um criminoso a estuprou enquanto a ameaçava com uma faca.

Mas ela o conhece e sabe que ele está em liberdade provisória e tem extensa ficha criminal. Então, por medo de ser morta, a princípio não o denunciou.

No início da noite dessa quarta-feira (16), porém, ele voltou à casa dela e a atacou com um pedaço de madeira.

O acusado deu duas pancadas na cabeça da mulher, causando lesões que fizeram com que os vizinhos precisassem socorrê-la. Depois, a filha dela a levou para o Pronto Atendimento, onde a Polícia Militar foi acionada pela equipe médica.

Após ouvir a vítima, os policiais fizeram buscas pelo suspeito, que havia fugido após cometer o segundo crime, mas, até o registro da ocorrência, ele não foi encontrado.

O caso foi registrado como ameaça, estupro e lesão corporal.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMiragem no deserto? Mato Grosso pode ter chuva no domingo
Próximo artigoDiário de uma ex-mãe: escritora que perdeu bebê lança livro sobre a difícil experiência