Mulher é agredida após dar à luz porque marido acredita não ser o pai

Agressão ocorreu na casa do casal e o homem quer um exame de DNA

Foto: Ilustração

Uma mulher de 27 anos foi vítima de agressão física e psicológica na manhã dessa terça-feira (10), três dias após dar à luz, porque o marido não acredita ser o pai do filho que ela acabara de ter.

Conforme o boletim de ocorrência, a vítima acionou a Polícia Militar após a agressão, mas o marido já tinha fugido da casa. O casal mora no Bairro da Ponte, em Diamantino (180 km de Cuiabá).

A mulher contou estar de resguardo pelo parto há apenas três dias e que o marido ficou alterado por não acreditar que o filho seja dele.

Os dois deram início a um bate-boca e ele falou para a mulher que a mãe dele irá pagar para que seja feito um exame de DNA no menino.

Durante a discussão, o homem teria partido para cima da mulher com empurrões, machucando os seios dela. Aos policiais, ela disse não ter ficado com lesões aparentes, mas estar sentindo dores nos seios.

A Polícia Militar registrou a ocorrência como “maus-tratos”, mas orientou a vítima a procurar uma delegacia para denunciar o marido e pedir medidas protetivas.

O caso foi encaminhado para a Polícia Judiciária Civil e o suspeito não foi encontrado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS