Mudança no WhatsApp: usuário só pode reencaminhar mesma mensagem até cinco vezes

A todo momento o WhatsApp é utilizado para disseminar fotos e vídeos manipulados, boatos e notícias falsas

Os usuários de dispositivo Android já estão recebendo a nova atualização do WhatsApp que é mais uma tentativa de combater a disseminação de notícias e informações falsas. O anúncio da reformulação foi feito nesta semana por executivos do aplicativo de mensagens instantâneas.

Com a nova mudança, o WhatsApp passa a limitar globalmente para cinco o número de vezes que um usuário pode reenviar uma mensagem para contatos ou grupos. Em breve, a atualização chegará ao iPhone.

A alteração expande a nível global uma medida que começou a ser aplicada em julho de 2018, na Índia, pois a disseminação de rumores em mídias sociais estavam resultando em assassinatos e tentativas de linchamento.

Assim, estes usuários tiveram reduzidas a cinco, o limite de reenvios. Quando o aplicativo foi criado, o limite praticado no mundo todo era de 250 mensagens. Mas acompanhando essa atualização feita para a Índia, caíram para 20 em todos os outros países.

De acordo com o anúncio sobre a reformulação, quando um usuário tentar encaminhar mensagens para mais de cinco contatos ou grupos, receberá uma mensagem informando o novo limite. O novo recurso já estava sendo testado desde dezembro, inclusive, usuários brasileiros foram notificados.

Esta é uma forma que os executivos encontraram para impedir o uso indevido da ferramenta que tem 1,5 bilhão de usuários e que a todo momento é utilizada para disseminar fotos e vídeos manipulados, boatos e notícias falsas.

Os executivos ressaltam que ele foi projetado para o envio de mensagens privadas – para conectar pessoas – e viabilizar negócios.

Por conta da enxurrada de informações falsas que eram capazes de manipular eleitorado, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já havia sugerido à empresa o limite de cinco mensagens por pessoa.

Contas suspeitas foram derrubadas à época e recentemente, um novo recurso passou a sinalizar quais das mensagens recebidas foram encaminhadas ao usuário – a identificação fica no topo da mensagem, com a palavra “encaminhada”. Assim, o usuário sabe se foi escrita pelo contato com quem está conversando ou se advém de uma corrente viral.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesembargador sai da UTI
Próximo artigoQuer trabalhar com agronegócio? O Senar está ofertando 2 mil vagas para curso técnico