MT vai investir 13% da receita em geração de empregos, diz governador

Em evento empresarial, Mauro Mendes cobrou dos gestores públicos que revertam o "dinheiro do cidadão" em ações para o crescimento do País

(Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Em 2021, a meta do governo de Mato Grosso é investir, pelo menos, 13% de sua receita líquida em ações que fomentem a geração de empregos nas mais diversas áreas da economia. Um feito que promete ser inédito na história do Estado.

Afirmação foi feita pelo governador Mauro Mendes (DEM), nesta sexta-feira (11), ao participar do 19º Fórum Empresarial do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), promovido em São Paulo.

Na ocasião, Mendes conclamou os gestores públicos para que fomentem investimentos voltados à geração de empregos no País.

“Não existe dinheiro público, existe dinheiro do cidadão e das empresas. E se nós temos um Estado que abocanha parte desse dinheiro do cidadão e das empresas e gasta mal, nós vamos ter dificuldade de projetar o futuro e promover o crescimento desse País”, ele defendeu.

Reformas

Durante sua apresentação, Mauro Mendes falou das ações de seu governo até o momento e de como conseguiu reverter um quadro de calamidade econômica em Mato Grosso a ponto de conseguir lançar – no segundo ano da gestão – um programa que promete investir R$ 9,5 bilhões em diversas áreas até 2022.

(Foto: Gustavo Rampini/LIDE)

Nesse contexto, o governador cobrou uma postura semelhante do governo federal e discordou daqueles que dizem que a reforma tributária é a mais importante hoje para o Brasil.

“Ela é importante sim, porque pagamos muitos impostos, mas não vamos ter nenhuma Reforma Tributária capaz de alcançar seu objetivo – de livrar o cidadão e a iniciativa privada dessa carga -, se antes não formos capazes de fazer um a reforma no Estado brasileiro. Temos que fazer a reforma administrativa, temos que fazer a reforma política, temos que tornar os estados e o poder público nesse País mais leve e menos custoso para o cidadão”, ele explicou.

LIDE

Fundado no Brasil em 2003, o LIDE – Grupo de Líderes Empresariais é uma organização que reúne executivos dos mais variados setores de atuação em busca de fortalecer a livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa nas esferas pública e privada.

Presente em diversos países com 23 frentes de atuação, o grupo conta com 33 unidades regionais e internacionais com o propósito de potencializar a atuação do empresariado na construção de uma sociedade ética, desenvolvida e competitiva globalmente.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid-19: França retoma o toque de recolher
Próximo artigoAgrotóxicos e saúde do trabalhador rural