MT registra redução de 37% nos crimes de roubo seguido de morte

Os dados são de janeiro a outubro de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Mato Grosso registrou reduções nos principais índices criminais no período de janeiro a outubro deste ano. O levantamento é da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT). As maiores reduções foram nos crimes de roubo seguido de morte (-37%); roubo, quando há violência ou ameaça (-31%); e furto (-30%).

O levantamento leva em conta os Boletim de Ocorrências registrados nos 141 municípios do Estado e é medido em relação aos primeiros 10 meses de 2020, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Neste ano, foram registrados 24 casos de roubo seguido de morte (latrocínio). Já em 2019 foram 38 ocorrências.

Também em 2020, houve 8.273 queixas de roubos, contra 11.932 em 2019. Os furtos em 2020 foram 26.092, enquanto no mesmo período de 2019 ocorreram 37.504.

“Estes resultados refletem o bom trabalho dos policiais, investimento, e são reflexos também da organização da sociedade, das operações que nós fizemos e ainda têm resquícios da operação dentro da Penitenciária Central do Estado (PCE)”, avalia o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

LEIA TAMBÉM

Já no caso do crime de homicídio doloso, a queda foi de 0,9%. Este ano morreram 685 pessoas em Mato Grosso, contra 691 no mesmo período de 2019.

Ainda segundo o secretário, a meta é que no próximo ano as ações sejam ampliadas, porque o governo de Mato Grosso vai investir ainda mais na segurança pública. “A gente espera que no ano de 2021 os números continuem caindo”.

Mais reduções

O total de veículos roubados e furtados no Estado também reduziu. Foram 1.581 roubos em 2019 e 1.129 ocorrências em 2020, o que equivale a uma redução de 29%.

Já os furtos de veículos saíram de 1.963 registros para 1.555, ou seja, -21%.

Quanto ao tráfico e uso de drogas, a redução foi de 14%, passando de 5.564 ocorrências no ano passado para 4.793 em 2020.

Compõem as forças de segurança a Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros Militar (CBM), Perícia Técnica e Identificação Oficial (Politec), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Sistema Penitenciário e Sistema Socioeducativo.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSecretário é transferido para SP
Próximo artigoPrefeita eleita em Bauru sofre ataques por ser negra e se declarar conservadora