MT: 26 presos na eleição

PF flagrou crime de boca de urna; também houve desacato à autoridade e ameaças

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Até o começo da tarde deste domingo (15), foram presas 26 pessoas em Mato Grosso em decorrência do processo eleitoral.

De acordo com o Boletim do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), a maioria das prisões está relacionada ao crime de boca de urna.

A Polícia Federal cumpriu 8 prisões e outras 18 foram efetuadas pelas forças policiais que compõem o Gabinete de Gestão Integrada (GCI), montado exclusivamente para atuar no processo eleitoral.

Pela suspeita de crime de boca de urna, houve prisões cumpridas pela Polícia Federal nos municípios de Barra do Garças (2), Sinop (4), Várzea Grande (1) e Cuiabá (1).

Também foram registradas prisões por ameaça, desobediência e propaganda eleitoral. Houve também a prisão de um eleitor que ofereceu alimentos em troca de voto, o que configura crime eleitoral.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHackers atacam sistema do TSE e divulgam dados internos no dia da eleição
Próximo artigoNa TV e na internet: saiba como ver a apuração dos votos em tempo real