MT já pactuou 99,9% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Das 1.740.452 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 1.249.773 (82%)

O Governo de Mato Grosso recebeu, até a manhã desta terça-feira (29.06), 1.798.840 doses das vacinas contra Covid-19 do Ministério da Saúde e já pactuou a distribuição de 1.798.401 doses aos 141 municípios do Estado, ou seja, 99,9% do total recebido.

O Estado reteve as segundas doses da vacina AstraZeneca, que devem ser distribuídas próximas da aplicação.

A disponibilização das doses é resultado da soma da primeira e segunda doses (1.740.452), acrescida das doses destinadas às populações indígenas aldeadas (54.120) e dos arredondamentos técnicos (3.829) necessários para o ajuste volumétrico dos frascos disponibilizados pelo Ministério da Saúde.

Das 1.740.452 doses retiradas pelos municípios, as prefeituras aplicaram 1.249.773 (82%), sendo 926.558 como primeira dose, 322.429 como segunda dose e 786 aplicações como dose única. O percentual da semana passada era de 80%.

10 cidades mais vacinadas

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Juína (100%), Campos de Júlio (97%), Araputanga (95%), Nova Monte Verde (94%), Vila Rica (94%), Jaciara (94%), Santa Rita do Trivelato (94%), Conquista D’Oeste (93%), Paranaíta (93%) e Alto Taquari (92%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo nº 478 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

(Com Assessoria) 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCartórios de MT batem recorde de registros de testamentos
Próximo artigoDia mais frio: massa de ar polar faz Cuiabá bater recorde