MT já distribuiu 99,6% das doses recebidas; veja quanto cada município aplicou

Percentual de aplicação chegou a 77% em Mato Grosso e é maior do que o da semana passada, em que foi registrada 68% de aplicação das doses recebidas

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

O Governo de Mato Grosso recebeu, até essa terça-feira (27), 754.610 doses das vacinas contra a covid-19 do Ministério da Saúde e já disponibilizou 751.992 aos 141 municípios do Estado, ou seja, 99,6% do total recebido.

Após a distribuição aos 14 Escritórios Regionais de Saúde, cabe a cada município fazer a retirada do imunizante, organizar o agendamento e a aplicação da vacina junto aos grupos prioritários.

Das 751.992 doses disponibilizadas aos municípios, as prefeituras aplicaram 539.000 (77%), sendo 383.056 como primeira dose e 155.944 como segunda dose. O percentual já é consideravelmente maior do que o da semana passada, em que foi registrada a aplicação de 68% do total de doses recebidas.

Na semana retrasada, a taxa era de 57%. Só nos últimos sete dias, foram aplicadas cerca de 56.673 primeiras doses e 40.452 segundas doses.

Os 10 municípios que mais aplicaram vacinas, considerando o percentual de doses aplicadas em relação às doses recebidas, foram: Planalto da Serra (100%), Campo Novo do Parecis (99%), Jaciara (94%), Santo Antônio do Leste (92%), Juína (91%), Figueirópolis D’Oeste (91%), Paranatinga (90%), Nova Guarita (89%), Nortelândia (89%) e Aripuanã (88%).

Confira o ranking completo de aplicação das vacinas no Boletim Informativo n° 415 ou no Painel de Distribuição de Vacinas Covid-19.

Considerando as vacinas destinadas à população indígena, alguns municípios podem contabilizar as doses aplicadas em aldeias pertencentes a territórios vizinhos e ultrapassar o limite de 100% da aplicação.

A Vigilância Estadual alertou que a utilização de unidades de segunda dose como primeira dose pode comprometer o esquema vacinal da população do município, considerando o fornecimento e as orientações feitas pelo Ministério da Saúde.

Sobre a distribuição

Na força-tarefa da vacinação, cabe ao Governo do Estado fazer a logística de distribuição, que é definida pela Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT), composta por membros do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT).

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição é feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e do Ministério da Defesa. O Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) também disponibiliza sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

É importante ressaltar que o Governo Federal define o total de doses que cada estado recebe. Essa definição ocorre de acordo com a quantidade de pessoas que pertencem aos grupos prioritários e não pela quantidade absoluta da população.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPromotor recebe ameaças pelo WhatsApp após decreto com medidas restritivas
Próximo artigoEm Mato Grosso, 19 municípios estão com risco muito alto de contaminação pela covid-19