MPF pede que ação sobre doações ao Instituto Lula seja encaminhada à justiça de SP

Entendimento da procuradoria vai na contramão do entendimento do STF, que pediu que os processos ficassem em Brasília

(Foto:Ricardo Stuckert/Twitter de Lula)

Na tarde desta segunda-feira (3), a Procuradoria da República no Distrito Federal solicitou à Justiça Federal que a ação que apura o repasse de R$ 4 milhões da Odebrecht para o Instituto Lula seja encaminhada para São Paulo.

De acordo com o procurador do Distrito Federal, pelo fato do Instituto Lula ter sede em São Paulo, cabe a justiça paulista julgar o caso.

“No caso dos autos, tanto os réus residem em São Paulo, como a sede do Instituto Lula, a assinatura dos recibos, e doador e doadora estão localizadas lá, sendo então a Justiça Federal de São Paulo a competente para apurar os fatos mencionados, e avaliar a conexão e a eventual necessidade de reunião com os feitos antecedentes”, anotou o procurador Peterson de Paula Pereira, do 18º Ofício de Combate ao Crime e à Improbidade Administrativa do DF, na petição.

Após a manifestação do MPF, caberá ao juiz substituto da 10ª Vara Federal do DF, Ricardo Leite, decidir se a ação permanece em Brasília ou vai para São Paulo.

A decisão vai na contramão do entendimento do STF, que havia determinado que a justiça de Brasília julgasse o caso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMedicamento embaixo do colchão
Próximo artigoPonte Sérgio Motta está interditada nesta terça (4) para recapeamento e sinalização da via