MPF denuncia fazendeiro por suposto trabalho escravo em MT

De acordo com a denúncia, as condições de moradia e higiene as quais os trabalhadores eram submetidos não eram compatíveis ao mínimo exigido por lei

(Foto: Divulgação)

O Ministério Público Federal de Mato Grosso (MPF) denunciou, nesta segunda-feira (17), o empresário Fernando Jorge Bitencourt da Silva, sob acusação de posse irregular de munição de arma de fogo e por, supostamente, manter trabalhadores rurais em condições análogas à de escravo em sua Fazenda Mata Verde, localizada em São Félix do Araguaia (1.161 km de Cuiabá).

De acordo com a denúncia, as condições de moradia e higiene as quais os trabalhadores eram submetidos não eram compatíveis ao mínimo exigido por lei. “As condições degradantes de trabalho estão claras e evidentes, inclusive nos vídeos gravados pela equipe policial que flagrou o fato típico de redução à condição análoga a de escravo”, afirma o procurador de Barra do Garças, Everton Pereira Aguiar Araújo, que assina o documento.

Um dos trabalhadores entrevistados contou que trabalhava há 4 meses para o fazendeiro, que nunca formalizou o vínculo trabalhista nem pagou o salário combinado, pois eram sempre descontadas “dívidas” que teria contraído.  Este trabalhador morava em um barracão em condições precárias, sem energia, sem banheiro e dormia em cima de tábuas com sacos de ráfia. No depoimento, ele afirmou ainda que sequer tinha água potável para beber.

Outros trabalhadores relataram que as vezes o único alimento disponível para comer eram os peixes que pescavam. Conforme a denúncia, eles também tinham o deslocamento restrito, em virtude de eventuais dívidas que possuíam com o empregador, e eram ameaçados de morte caso tentassem ir embora sem quitá-las. Eles foram resgatados em novembro deste ano.

Além da denuncia, o MPF requereu a  manutenção da prisão preventiva de Fernando Jorge e a reparação minima dos danos causados a cada vítima no valor de R$ 8 mil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPolícia Federal divulga possíveis disfarces de Battisti
Próximo artigoMovimento no Marechal Rondon deve crescer 10% durante a alta temporada