MPE quer multa ao Atacadão por vistoria de compras

Promotoria Cível de Barra do Garças não obteve êxito do pedido na Justiça de primeiro grau

(Foto: Assessoria)

Um pedido do Ministério Público Estadual (MPE) para proibir a Rede de Supermercados Atacadão de vistoriar mercadorias após a compra ser registrada nos caixas eletrônicos será julgado pelo Tribunal de Justiça às 14h do dia 29 de setembro.

A Promotoria Cível de Barra do Garças não obteve êxito do pedido na Justiça de primeiro grau. Inconformada, recorreu com agravo de instrumento, mas o pedido de liminar foi negado pelo desembargador Luiz Carlos da Costa.

Agora, será julgado mérito pelo colegiado da Segunda Câmara de Direito Público e Coletivo.

O MPE alega ofensa aos direitos dos consumidores e exige a abstenção imediata da vistoria de mercadorias após a compra ser efetuada. Para evitar reincidências, requer o pagamento de R$ 50 mil para cada descumprimento averiguado. Os valores seriam revertidos em favor de entidade social ou comunitária.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCandidaturas em massa
Próximo artigoJustiça condena família a pagar R$ 20 mil por descumprir quarentena