MPE quer investigação de EP

Órgão quer esclarecer imbróglio entre Emanuel e Abílio

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O coordenador do Nucleo de Ações de Competências Originárias (Naco Criminal) do Ministério Público, procurador de Justiça Domingos Sávio de Barros Arruda, pediu que a Delegacia Especializada de Crimes Tributários (Defaz) e a de Combate à Corrupção (Deccor) abram inquéritos contra o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB).

O ofício foi entregue na tarde desta sexta-feira (6).

O procurador pediu que os delegados investiguem todas as denúncias relacionadas ao imbróglio entre o prefeito e o vereador de oposição Abílio Brunini (PSC).

Abílio acusa o prefeito de oferecer dinheiro para outros vereadores cassarem seu mandato na Câmara.

O prazo para a conclusão das investigações é de 30 dias após a instauração do inquérito.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS