|Quarta-feira, 14 novembro 2018
Estacionamento tem dois andares (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

MPE aciona deputados, servidores e empresários por superfaturamento no estacionamento da AL

Promotor pede bloqueio de bens e ressarcimento de R$ 16 milhões dos acusados

COMPARTILHECOMPARTILHE

O Ministério Público Estadual (MPE) entrou com ação civil pública contra os deputados Romoaldo Junior (MDB) e Mauro Savi (DEM), três servidores e três empresários, além da Tirante Construtora e Consultoria Ltda., por suspeita de superfaturamento na obra do estacionamento da Assembleia Legislativa.

Foram acionados os servidores Valdenir Rodrigues Benedito, Mario Kazuo Iwassake e Adilson Moreira da Silva, e os empresários Alan Marcel de Barros, Alyson Jean Barros e Anildo Lima Barros. Os deputados e servidores são acusados de improbidade administrativa, e o MPE pede que os empresários e a construtora sofram as mesmas penalizações.

O promotor André Luiz de Almeida aponta superfaturamento de R$ 16,6 milhões, com base em relatório e julgamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE), e pede ressarcimento desse valor, bem como o bloqueio dos bens dos acusados. O valor do contrato foi de R$ 29,6 milhões.

Ele apontou os deputados como responsáveis como homologar a licitação “mesmo diante da evidência de que inexistia verdadeiro projeto básico ou projeto executivo para a construção do estacionamento”, além de terem autorizado o pagamento “por serviços que jamais foram executados pela empresa contratada e, desse modo, permitiram, facilitaram e concorreram para o enriquecimento ilícito de terceiros”.

Os servidores, por sua vez, emitiram relatórios de medição sem planilha e memória de cálculo, atestando “de modo inidôneo a execução de serviços que jamais foram realizados pela ré Tirante. Nesse sentido, é inegável que suas ações e omissões, dolosas ou culposas, causaram o desvio de recursos públicos e o enriquecimento ilícito de terceiro”.

O MPE apontou ainda que os empresários se beneficiaram indevidamente “dos atos ímprobos cometidos pelos réus servidores públicos” e emitiram “notas fiscais que não representavam os serviços efetivamente executados”.

Superfaturamento

O promotor indicou superfaturamento em diversos itens da obra. O maior prejuízo teria sido na estrutura de pré-moldado, com superfaturamento de R$ 7,4 milhões, e no sistema de iluminação de emergência, que teria custado R$ 1,3 milhão a mais do que deveria. Foi apontado ainda um gasto de R$ 85,9 mil com a compra de janelas, embora o estacionamento não possua nenhuma, e de R$ 33 mil em portas, sendo que o local conta com apenas uma porta.

(Atualizada às 15h30)

Deixe um comentário

Please enter your name here
Please enter your comment!

DESTAQUES

Bairro Cuiabá História Municípios Policia
Bombeiros fazem simulação de resgate em veículo submerso na ponte Mário Andreazza
Prefeitura aposta em embelezamento urbano para fomentar o comércio e o turismo
Comércio e bancos não vão emendar o feriadão; veja o que abre e o que fecha
Assembléia Legislativa Câmara Municipal Eleições 2018 Governo Judiciário Partidos Prefeitura
Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
Promotora de Justiça diz que defensor não é homem e pode ser afastada do cargo
Botelho arquiva pedido de afastamento do governador Pedro Taques
Agricultura Agropecuária Economia Agrícola Indicadores Agrícolas Pecuária Tecnologia Agrícola
Zeca Viana acusa deputados de receberem propina para acabar com as CPIs sobre sonegação
Leilão Nelore Água Fria em Marabá oferta 100 touros PO e 5 mil bezerros
Tereza Cristina tem encontro com Bolsonaro e almoço com deputados
Artes Cênicas Artes Plásticas Artesanato Cinema Comportamento Cultura Popular Gastronomia LIteratura Música
Japonês paga R$ 65 mil por cerimônia de casamento com um holograma
Festival de cinema traz a Cuiabá sete clássicos do terror japonês em novembro
Papai Noel Pantaneiro chega ao 3 Américas neste domingo em “parada natalina”
Corrupção Economia Eleições Estados Política
Lula presta depoimento em Curitiba no processo do sítio de Atibaia
Bolsonaro se reúne hoje com Maia, embaixadores e governadores
Em reunião com Bolsonaro, Mauro Mendes planeja pedir mais recursos para MT
Concurso Dicas Estágio Vagas de Emprego no Mato Grosso
Últimos dias para inscrição em concurso com salário de até R$ 18 mil; veja oportunidades
Concurso público: MT tem mais de duas mil vagas; salários chegam a R$ 18 mil
Termina neste domingo inscrição para concurso da Prefeitura; salários chegam a R$ 5 mil
X