MP pede esclarecimento de secretaria sobre direcionamento de concurso

Denúncias apontam para prejuízo de 400 candidatos eliminados por falha em sistema de inscrição e vagas em aberto

O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) pediu que a Secretaria de Educação de Cuiabá esclareça supostas falhas no processo de seleção e contratação de servidores que apontariam para direcionamento do concurso. 

Conforme o promotor de Justiça, Miguel Slhessarenko Junior, cerca de 400 candidatos teriam sido afetados por erro no site da empresa responsável pelo certame e outras nove não foram convocadas, sob critério de portadores de necessidades especiais, mesmo com vagas em sobra. 

O serviço de carregamento de certificado de formação para os cargos oferecidos não estaria disponível na página oficial do concurso. A apresentação do documento para avaliação teve caráter classificatório no processo. 

Por causa da falha, cerca de 400 candidatos teriam sido eliminados por falta de documento. O edital foi lançado no ano passado pela Secretaria de Educação. Conforme o procurador, tanto a empresa contratada quanto a secretaria teriam sido procuradas por concorrentes para esclarecer o problema, mas não houve retorno. 

Na mesma seleção, foram abertas 42 vagas para pessoas portadoras de necessidades especiais. A inscrição foi encerrada com 23 candidatos, mas somente 14 foram chamados. 

O ofício com pedido de esclarecimento foi publicado no dia 12 deste mês, com prazo de cinco dias para resposta da secretaria. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProibição a PCHs
Próximo artigoTransporte coletivo: estações Bispo e Ipiranga passam por reforma em Cuiabá