MP pede ao TSE para manter a perda de mandato de Carlos Bezerra

Órgão diz que a prestação de contas da campanha de 2018 do presidente do MDB traz indícios de graves irregularidades

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O Ministério Público Eleitoral de Mato Grosso pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que mantenha a condenação de perda de mandato ao deputado federal Carlos Bezerra (MDB).  

O órgão diz no parecer emitido na sexta-feira (29) que a prestação de contas do parlamentar aponta para irregularidades que somam R$ 293 mil, em relação à campanha eleitoral de 2018. 

“O cotejo probatório relevou com clareza que o representando, valendo-se da condição de presidente do MDB em Mato Grosso, montou um gabinete paralelo de campanha, vinculado ao partido, para além do gabinete particular”, diz trecho. 

O recurso de Carlos Bezerra ao TSE faz parte do leque de recursos da legislação brasileira concedido a condenados em vários âmbitos do Judiciário. Bezerra busca a reversão do julgamento do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). 

No começo de abril, os desembargadores acataram e condenaram por unanimidade o parlamentar com base em denúncia do Ministério Público Federal (MPF). A acusação diz que Bezerra montou um gabinete de campanha na inscrição do diretório do MDB e lançou gastos em nome do partido. 

A ação teria descaracterizado várias irregularidades, entre elas o número de pessoas contratadas, despesas não declaradas e veículos e combustíveis contratados e não apontados na prestação de contas. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHouse of the Dragon terá “batalhas e dragões”, mas foco em personagens
Próximo artigoPercentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos