MP investiga suspeita de fraude em Parque Ambiental de Rondonópolis

Município planejava pagar R$ 1,282 milhão por obra e agora é investigado por suspeita de improbidade

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público de Mato Grosso (MP) instaurou inquérito civil para investigar suspeitas de irregularidades em uma autorização de pagamento planejada pela Prefeitura de Rondonópolis (225 km ao Sul de Cuiabá) na ordem de R$ 1,282 milhão. O dinheiro seria para as obras do Parque Ecológico do Escondidinho.

As investigações são conduzidas pelo promotor de Justiça Wagner Antônio Camilo. Os indícios iniciais são de que os procedimentos de licitação e contratação de uma empresa privada possam ter resultado em improbidade administrativa.

O prefeito José Carlos do Pátio (Solidariedade) foi notificado a entregar, no prazo de 15 dias, cópias de todo o processo de licitação, bem como das ordens de pagamento.

Ele também tem que entregar cópia do Projeto Lei nº 266 encaminhado à Câmara de Rondonópolis que solicitava a abertura de um crédito especial de R$ 1,282 milhão para pagamento do contrato.

O município ainda deverá informar se planeja uma nova licitação para conclusão das obras do Parque do Escondidinho.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorOperação contra facção criminosa em Cuiabá resulta na prisão de duas pessoas
Próximo artigoImpacto no Rio Cuiabá? Pesquisadores avaliam efeitos das queimadas no Pantanal