MP investiga prefeito de Rondonópolis por suspeita de superfaturamento

Indícios de improbidade administrativa foram identificados em um contrato de compra de equipamento hospitalar

Zé Carlos do Pátio (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Ministério Público de Mato Grosso instaurou inquérito civil para investigar a suspeita de superfaturamento em um contrato autorizado pelo prefeito de Rondonópolis (220 km de Cuiabá), José Carlos do Pátio (Solidariedade).

O objeto da contratação é a compra de equipamentos médicos para atendimento de novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) destinadas ao combate à covid-19.

Consta na portaria que a empresa Elo Medical Comercial Eireli foi contratada com dispensa de licitação pelo valor de R$ 284 mil. Ela teria que fornecer equipamentos médico hospitalares.

Documentos preliminares, apurados em um procedimento administrativo, apontam, entretanto, para indícios de improbidade administrativa. Uma investigação mais profunda será feita pelo promotor de Justiça Wagner Antônio Camilo.

A portaria publicada pelo MP não detalha quais irregularidades podem ter ocorrido. Mas, se comprovada a existência de improbidade administrativa, o MP pode ingressar com ação civil pública na Justiça.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCom alvará especial de R$ 400, Chapada dos Guimarães libera festas de fim de ano
Próximo artigoJardim Itália ganha redes de esgoto