MP investiga contrato de R$ 1,8 milhão para serviços em hospital de VG

Portaria diz que diversas notícias de irregularidades em contratos da Secretaria de Saúde foram encaminhadas ao MP

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Ministério Público de Mato Grosso instaurou inquérito civil para investigar a suspeita de irregularidades em um contrato firmado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) no valor de R$ 1,857 milhão com uma empresa privada. O objetivo seria a prestação de serviços médicos ao Hospital Metropolitano, em Várzea Grande.

A investigação será conduzida pelo promotor de Justiça Roberto Turin, que compõe o Núcleo de Defesa do Patrimônio Público.

Uma auditoria da Controladoria Geral do Estado (CGE) identificou indícios de irregularidades no contrato que visa a prestação de serviços de gerenciamento técnico, administrativo, fornecimento de recursos humanos, recursos materiais, medicamentos, e insumos farmacêuticos, sem equipamentos de UTI, incluindo prestação de Serviços Médicos de Nefrologia.

A portaria ainda ressalta que houve diversas notícias encaminhadas ao Ministério Público apontando irregularidades em contratos envolvendo a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso e a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá no período de junho a julho de 2020, quando já estava em vigor os efeitos da pandemia do coronavírus.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConfusão: Afinal, que regras estão valendo na pandemia em MT?
Próximo artigoEnfim, um anúncio em Cuiabá