MP cria ajuda de até R$ 1 mil para membros e servidores pagarem plano de saúde

Segundo o MP, a demanda é antiga

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Membros e servidores do Ministério Público do Estado (MP) agora terão uma ajuda de custo para cobrir gastos com planos de saúde.

O MP passará a indenizar entre R$ 500 e R$ 1 mil por mês cada procurador, promotor e outros funcionários, comissionados e efetivos, que tiveram gastos particulares com serviços de saúde.

O benefício está normatizado em ato administrativo publicado nesta terça-feira (5), no Diário Oficial pela Procuradoria Geral de Justiça.

No parágrafo 1ª do artigo 3, está previsto que a ajuda será paga em cota única. No caso de promotores e procuradores, o máximo a ser recebido é 10% do salário inicial da carreira.

Já os servidores têm como parâmetro os mesmos 10% do menor salário de cargo efetivo de nível superior.

O direito a receber o benefício está restrito aos integrantes do órgão com contrato de plano de saúde. Notas e recebidos emitidos por essas instituições serão a base de comprovação para a indenização.

“A ajuda de custo será paga a partir da data inscrição, caso aprovada, ou do início da vigência do plano ou seguro de saúde, quando posterior àquela”, diz parágrafo sobre o capítulo de inscrição ao benefício.

Conforme a assessoria de imprensa do MP, a ajuda de custo é uma “demanda antiga” de integrantes da instituição e a Procuradoria Geral já possui reserva orçamentária para cobrir as despesas.

O Ministério Público não divulgou a estimativa de quanto irá custar, por mês, a concessão do benefício.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Muito justo o auxílio. Merecem o meu respeito os membros do Parquet. Cada um tem que dar sua parcela de sacrifício nesse momento tão difícil para todos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMeta: sobreviver
Próximo artigo“Bolha social”: estratégia da Nova Zelândia pode estar sendo aplicada em MT

O LIVRE ADS