Motoristas profissionais: app vai permitir a inclusão de ‘atividade remunerada’ na CNH

Serviço é o terceiro mais procurado no Detran pelos usuários, ficando atrás da 1ª habilitação e da renovação de CNH

Foto por: Gustavo Nascimento

A abertura do requerimento para atividade remunerada (EAR), que antes era realizada somente presencialmente, agora pode ser iniciada de forma online, sem necessidade de deslocamento até as unidades do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

O serviço é o terceiro mais procurado na Diretoria de Habilitação, ficando atrás da renovação de CNH e da abertura de processo para a primeira habilitação. De janeiro a outubro deste ano, mais de 6 mil processos para inclusão de atividade remunerada foram abertos em todo o Estado. A procura maior é por motoristas das categorias C, D e E.

Para fazer a inclusão de atividade remunerada na habilitação, basta realizar o download do aplicativo MT Cidadão no smartphone, fazer o cadastro inicial, acessar o menu “serviços”, clicar na aba “documentos”, em seguida “CNH” e por fim em “atividade remunerada”.

Será solicitado dados como: endereço, telefone para contato e confirmação dos dados pessoais. Feito isso, basta aguardar a chegada da CNH em casa, caso tenha marcado essa opção. O prazo para a entrega dos Correios é de 10 dias para Cuiabá e 15 dias para o interior. Se optar pela retirada em alguma unidade do Detran, o prazo é de 5 dias.

Antes, a inclusão de atividade remunerada só poderia ser requerida durante o processo para primeira habilitação ou no momento da renovação da CNH. Agora, a atividade remunerada pode ser incluída na CNH a qualquer momento, sendo necessário o condutor passar por uma avaliação psicológica em clínica psicológica credenciada pelo Detran-MT indicada no aplicativo.

Serviço

Além da inclusão de atividade remunerada na habilitação, também estão disponíveis no aplicativo outros serviços como:

  • Renovação da CNH;
  • Emissão do Licenciamento;
  • Abertura do processo de transferência de propriedade;
  • Primeiro emplacamento;
  • Mudança de município;
  • Segunda via do CRV;
  • Troca para placa Mercosul;
  • Inclusão de financiamento;
  • Baixa de financiamento;
  • Requerimento para condutor PCD;
  • Emissão de certidão do condutor;

(Informações da Assessoria)

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem é esfaqueado pela esposa e se recusa a denunciá-la
Próximo artigoCâmara aprova base única para cobrança do ICMS sobre combustíveis