Motorista de caminhão sem placas causa dois acidentes em uma semana e é liberado

Apesar de andar sem placa e não ter licenciamento há 3 anos, o caminhão segue liberado para circular pelas ruas de Cuiabá

O motorista de um caminhão reboque pertencente a uma empresa de “cata tudo” da Grande Cuiabá causou dois acidentes em pouco mais de uma semana e, mesmo andando sem placa e sem licenciamento desde 2016, o veículo segue liberado para circular pela cidade.

O primeiro acidente aconteceu no dia 18, uma segunda-feira. O motorista, de 59 anos, não respeitou a placa de pare na Rua La Paz, no Bairro Jardim das Américas, e atingiu um Renault Kwid que seguia na preferencial, na Avenida Haiti.

LEIA TAMBÉM

Depois da colisão, o caminhão ainda atingiu a lixeira de um salão de beleza na outra esquina e só parou quando bateu em uma árvore.

Com o acidente, uma passageira do Renault Kwid ficou ferida. Exames médicos constataram que ela trincou o esterno, osso localizado na região do tórax.

Uma câmera de segurança flagrou o acidente, veja:

A Polícia Militar, agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e policiais civis da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) estiveram no local.

Porém, mesmo constatando que o veículo estava circulando sem placas e sem documentos – faltava também cobertura na caçamba -, ele foi liberado. Segundo as agentes da Semob, não havia guincho para apreendê-lo.

Conforme o boletim de ocorrência, registrado dando da lesão corporal e danos materiais, apenas uma multa foi aplicada ao veículo.

Uma semana depois, na manhã desta terça-feira (26), o mesmo motorista, dirigindo o mesmo caminhão, causou mais um acidente, dessa vez na Avenida Carmindo de Campos, no Bairro Jardim Paulista, também em Cuiabá.

O motorista atingiu um Fiat Uno, que ficou bastante danificado. O caminhão, ainda com marcas do primeiro acidente, foi mais uma vez liberado.

Dessa vez, ele entrou em acordo com a vítima e ninguém ficou ferido, por isso, não houve sequer registro da ocorrência.

Apesar da ausência de documentação e das várias infrações, o motorista e o caminhão seguem circulando pelas ruas de Cuiabá.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReforma administrativa do governo Bolsonaro fica para 2020
Próximo artigoNetflix salva o último grande cinema de rua de Nova Iorque