Mostra retrospectiva da carreira do diretor Martin Scorsese chega ao Brasil

(Foto: Reprodução/O Livre)

Considerado por muitos como um dos mais influentes cineastas americanos de sua geração, Martin Scorsese finalmente ganhará uma retrospectiva de sua carreira destinada ao fãs do Brasil. Será a primeira vez que o público terá a oportunidade de conferir de perto os primeiros curtas, documentários, os principais longas-metragens de ficção e ainda um filme para TV do consagrado diretor.

A mostra SCORSESE chega a São Paulo dia 6 de fevereiro no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), com diversas sessões gratuitas. Na capital paulista a mostra também terá exibições no CineSesc (14 a 20 /02). O projeto é patrocinado pelo Banco do Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura em parceria com o CINESESC.

A retrospectiva exibirá 25 longas-metragens de ficção, passando por clássicos como Taxi Driver (1976), primeira Palma de Ouro de Scorsese, Os Bons Companheiros (Goodfellas, 1990), Os Infiltrados (The Departed, 2006), que deu a Scorsese seu único Oscar de direção, apesar de inúmeras indicações, e, ainda, raridades como Sexy e Marginal (Boxcar Bertha, 1972) e Caminhos Perigosos (Mean Streets, 1973). Quatro documentários, entre eles Uma Viagem Pessoal Pelo Cinema Americano (A Personal Journey with Martin Scorsese Through American Cinema, 1995); quatro curtas-metragens, entre eles The Big Shave (1967), que fez o diretor levar seu primeiro prêmio para casa – L’Age d’Or –, e Michael Jackson: Bad (1987). Ao todo soma-se 33 produções.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA MOSTRA ABAIXO:

“Martin Scorsese é sem dúvida nenhuma um dos maiores diretores de cinema vivo no mundo. Sempre nos espantou o fato de nunca ter sido realizada nenhuma mostra sobre sua obra no Brasil. A retrospectiva Scorsese é uma forma de quitar esta dívida, exibindo pela primeira vez uma rica seleção de seus filmes. Esperamos com isto revelar ao público brasileiro a grandiosidade deste grande cineasta e cinéfilo que tanto fez e ainda faz pelo cinema mundial”, comentam os curadores José de Aguiar e Marina Pessanha.

Nos anos 70, Martin Scorsese fez amizade com os influentes Brian De Palma, Francis Ford Coppola, George Lucas e Steven Spielberg. Juntos, transformaram aquele período em uma das décadas mais especiais do cinema americano. Em 1976, Scorsese lança Taxi Driver, considerado um dos melhores filmes da história do cinema, que consolidou a sua parceria com o ator Robert de Niro e ganhou a Palma de Ouro em Cannes.

Conhecido como um diretor de gênero, Scorsese demonstra grande interesse por filmes de máfia. De Os Bons Companheiros até Os Infiltrados, passando por Cassino, é clara a persistência do diretor no tema da violência. O cineasta também é famoso por dispositivos como o uso da câmera lenta, voz em off, travelling e imagem congelada. Assim como outros mestres, é um diretor que virou adjetivo e influencia diversos diretores no mundo inteiro, como Quentin Tarantino e Oliver Stone. Lança praticamente um filme por ano, desde a década de 60, e produz quase todos seus filmes.

Além da sua carreira como cineasta, Scorsese tem sido, por mais de três décadas, um dos maiores apoiadores da preservação de filmes. Ele sempre chama a atenção para a importância da manutenção dos arquivos de filmes e criou, junto com outros cineastas, a The Film Foundation, que restaura filmes em risco de desaparecer.

A mostra SCORSESE contará com um debate (que terá tradução em libras) com os críticos Neusa Barbosa e Paulo Santos Lima e mediação do curador José de Aguiar. A mostra também oferecerá um curso de três dias com Paulo Santos Lima, cujas inscrições podem ser realizadas através do email [email protected] Os dois eventos são gratuitos. Além disso, quem juntar cinco ingressos de diferentes sessões ganha um catálogo produzido especialmente para a mostra com fotos, fichas técnicas, filmografia, textos críticos inéditos e clássicos de publicações nacionais e estrangeiras.

Clique aqui para visitar a programação completa no site do CCBB.

SCORSESE apresentará também uma sessão inclusiva do filme Touro Indomável (Raging Bull, 1980), com audiodescrição, tradução de libras, legendagem descritiva e entrada gratuita.

Com informações de CCBB São Paulo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorServidores invadem Assembleia e prometem barulho durante votação de RGA
Próximo artigoSesc Poconé celebra 238 anos do município com show e jogos gratuitos

O LIVRE ADS