Morre serial killer idosa que fazia doces com restos de suas vítimas

Depois de chocar o mundo, Sofia Zhukova se tornou mais uma vítima do novo coronavírus

(Foto: Divulgação)

A assassina em série Sofia Zhukova, de 81 anos, ganhou notoriedade depois produzir doces com a carne de suas vítimas. Agora ela volta às “manchetes” porque morreu de complicações causadas pela covid-19, enquanto aguardava seu julgamento na Rússia.

Segundo noticiado pela imprensa russa, Sofia morreu no dia 29 de dezembro. Apenas nesta quarta-feira (6), contudo, a informação veio à tona. O país não costuma revelar informações sobre seus prisioneiros.

A idosa havia sido acusada de assassinar três pessoas, entre elas uma menina de apenas 7 anos. Depois de matar suas vítimas, Sofia fazia doces com a carne dos mortos.

Além das acusações oficiais, é possível que a idosa estivesse por trás da morte de outras quatro pessoas. No momento, a polícia ainda investiga a participação dela nesses homicídios.

Sofia aguardava o julgamento em uma prisão da Rússia, quando foi acometida pelo novo coronavírus. Ela chegou a ser levada para um hospital, onde permaneceu internada, mas não conseguiu resistir à doença.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAuxílio home office: projeto quer dividir despesas entre empregadores e empregados
Próximo artigoVídeo | Manifestantes invadem Congresso americano e pedem recontagem de votos