Moradores se revoltam com morte de traficante, apedrejam policiais e destroem ambulância

Uma noite de terror. Foi assim que um morador do bairro Novo Colorado, em Cuiabá, definiu os momentos que sucederam a morte do traficante Flávio de Castro Lima, 31 anos, conhecido como “Sapinho” na noite desta quarta-feira (01).

O criminoso morreu durante uma troca de tiros com a Polícia. Ele teria sido atingido por dois tiros. Revoltados, populares partiram para cima dos militares com pedras. Os PMs chegaram a acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para socorrer o criminoso, mas a ambulância também virou alvo, foi parcialmente destruída e teve os vidros quebrados.

Policiais que permaneceram no local aguardando a chegada da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), também foram apedrejados.

Segundo informações preliminares, apesar da longa ficha criminal com oito assassinatos – sendo o primeiro deles com apenas 17 anos – “Sapinho” era considerado uma “liderança” na região e chegou a receber o apelido de “Justiceiro”, por supostamente evitar que outros criminosos cometessem roubos e furtos no bairro. O criminoso também tinha passagens por tráfico de drogas.

O corpo do traficante foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) por volta das 23 horas. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Crédito: Sérgio Alliend/Site Lapada

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS