Ministro da Economia da Argentina e Guedes batem boca

Durante uma reunião, o argentino criticou Paulo Guedes, mas levou uma invertida do brasileiro

(Fernando Frazão/Arquivo/Agência Brasil)

Em um encontro entre representantes do Mercosul, nessa segunda-feira (26), o ministro da Economia argentino, Martín Guzmán, e o brasileiro, Paulo Guedes, bateram boca publicamente.

Os dois subiram o tom e iniciaram uma discussão após o argentino, que preside o bloco, criticar medidas que abrem a união aduaneira ao mundo. Guzmán afirmou que a visão de economia de Paulo Guedes não era funcional.

“A mão invisível do mercado de Adam Smith é invisível porque não existe”, provocou Guzmán, que é adepto ao socialismo.

A provocação irritou Guedes, que rebateu em alusão à faculdade onde estudou e onde nasceu uma importante vertente do liberalismo. “Mais da metade dos Prêmios Nobel foram economistas da Universidade de Chicago que ganharam”, ele citou.

Embora o clima tenha pesado após a discussão, a reunião seguiu sem maiores desentendimentos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorE agora, Sputnik?
Próximo artigoNo 1º trimestre: policiais já apreenderam quase 5 toneladas de droga em MT