Ministra diz que economias vivem “inflação dos alimentos” por causa da pandemia

Tereza Cristina e o presidente Bolsonaro afirmaram que impostos do governo não contribuem para alta dos preços

Foto: Marcílio Azevedo/Assessoria

Ministra da Agricultura e Pecuária, Tereza Cristina atribuiu a alta no preço dos alimentos e do custo de vida a um “desordenamento” gerado pela pandemia no sistema produtivo de todos os países. Segundo ela, a inflação é um reflexos para todos. 

“As coisas estão caras sim. A pandemia desordenou o sistema produtivo mundial. Mas, os brasileiros têm alimento em casa, os produtores não pararam de trabalhar”, disse.  

A ministra estava na comitiva do presidente Jair Bolsonaro em visita a Cuiabá nessa quinta-feira (19). Ambos em seus discursos sobre a situação da economia brasileira falaram do preço de gás de cozinha (GLP) e dos combustíveis para veículos. 

Bolsonaro afirmou que a cobrança de impostos por parte do governo federal sobre esses produtos não teve alta. Os preços que chegam hoje ao consumidor final, nas prateleiras e nos postos de combustíveis, portanto, estariam atrelados ao ICMS, imposto cobrado pelos Estados, e à margem de lucro dos empresários. 

“Está R$ 130 o botijão, né? Não é verdade, está R$ 45. O governo federal zerou os impostos. A gasolina está cara ou barata? Está barata, está R$ 1,95. O imposto federal é de R$ 0,75, o restante é ICMS, é frete e é margem de lucro”, afirmou. 

Gás de cozinha e combustíveis, acompanhados pela alta na energia elétrica e no quilo da carne vermelha, são apontados por economistas como os motivos da inflação estar na casa dos 7,05%. A estimativa é que o índice vire o ano dentro de 8%. 

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorProcurando emprego? Empresa abre 44 vagas em cinco cidades de MT
Próximo artigoVídeos | Tentativa desastrada de assalto termina com uma vítima ferida e assaltante espancado