Militares são julgados

Cinco militares são réus no esquema de grampos ilegais

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Os militares envolvidos no escândalo dos grampos telefônicos ilegais começaram a ser julgados nesta quarta-feira (6), na 11ª Vara Criminal de Cuiabá.

Nessa ação são réus os coronéis da Polícia Militar Zaqueu Barbosa, Evandro Lesco e Ronelson Jorge de Barros, o tenente-coronel Januário Edwiges Batista e o cabo Gerson Luiz Correa Junior.

Eles são acusados de ação militar ilícita, falsificação de documento, falsidade ideológica e prevaricação.

“Estamos diante de um triste e vergonhoso escritório de arapongagem”, acusou o promotor de Justiça Allan Sidney do Ó.

O julgamento tem previsão para se estender até o dia 8 de novembro.

Confira todas as notícias sobre o esquema de grampos ilegais orquestrado na PM de Mato Grosso aqui

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS