Migração para home office torna trabalhador seu próprio empreendedor

Benefícios de horários flexíveis e de ambiente menos formal são acompanhados pela exigência de qualidade na formação e no resultado dos serviços

(Foto: Reprodução/Forbes)

Pijamas, chinelos e a sensação de conforto o dia todo, incluindo as horas de trabalho. O home office, modelo que ganhou projeção na pandemia, parece ser o sonho de muitos trabalhadores, mas é preciso tomar cuidados. 

Analistas de perfil profissional afirmam que o ambiente de descontração que o trabalho de casa pode trazer realmente favorece as pessoas que se encaixam nele, ajudando até mesmo a aumentar a produtividade. 

Por outro lado, a independência do trabalho torna o profissional mais exposto e até mesmo os posts em redes sociais passam a ser avaliado como material que indicam a personalidade dos profissionais. 

“Home office transforma o trabalhador no seu próprio empreendedor, aquilo que no modelo tradicional de trabalho pode entrar na fachada da empresa, no home office é ligado diretamente ao profissional. Se ele aparece numa reunião virtual descomposto, a avaliação vai recair sobre ele”, diz a especialista em recursos humanos e professora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) Rosa Albuquerque. 

Cuidado com a aparência e a língua

A administradora explica que a preocupação com aparência e com uma bagagem cultural são critérios necessários para a pessoa que se coloca diretamente no mercado, como sua própria marca: o domínio de idiomas e retórica, conhecimento sobre o mundo e a higiene pessoal estão na lista. 

“O profissional do home office participa frequentemente de reuniões virtuais, ele precisa tomar cuidado se vai estar bem vestido, com o cabelo arrumado. E não só isso. Para interagir com outras pessoas ele terá que saber o que está acontecendo no mundo, saber expressar suas opiniões, não escorregar na língua que está falando”, afirma. 

As redes sociais entram na avaliação do candidato ou funcionário como informação. O comportamento dele nas mídias acabam integrando de maneira informal no currículo. 

Relação de confiança 

Outra mudança estimada por trabalhadores é a flexibilidade da jornada de trabalho. No trabalho dentro da empresa, o horário fica delimitada pelos registros de entrada e saída, mas de casa a rotina fica mais livre. 

O gerente de conexões institucionais do Sebrae-MT, Sandro Rossi, afirma que a relação empregatícia se sustenta pela confiança entre o trabalhador e empresário, com foco na entrega de serviços encomendados. 

“O horário de trabalho fica flexível e a avaliação ao trabalhador é realizada com base na entrega de serviço que faz. Não tanto mais se ele está cumprindo exatamente aquelas mesmas horas que cumpriria indo para a empresa, mas sim se ele está entregando o serviço e com qualidade. Para isso acontecer é preciso se criar uma relação de confiança”, comenta. 

A professora Rosa Albuquerque aponta para uma relação mais afetuosa que além da confiança, os cuidados com o próximo deve ser elemento a ser desenvolvido.  

“Com o trabalho à distância, o contato visual e físico diminui, mas é preciso não esquecer que somos humanos e temos limites”, ressalta.  

Você consegue fazer home office? 

A pandemia do novo coronavírus deve ampliar o leque de profissões que migrarão ao menos parte de suas funções para o trabalho remoto. Elas já estão incluindo serviços pioneiros como de programação, ensino e consultas. 

Mas, se navegar na onda do home office são necessárias algumas características:  

Organização 

Separar um ambiente em casa para desenvolver o trabalho com concentração e não misturar os assuntos domésticos com os do trabalho. A organização passa pela capacidade de definir um horário para se trabalhar. 

Foco 

Esse ambiente te ajudará a manter o foco para desenvolver as tarefas do trabalho sem perder o nível de produção. Ou seja, ter um período exclusivo para o trabalho com concentração. 

Qualidade 

A organização e o foco refletem na qualidade do resultado final de seu trabalho e esse critério tende a se tornar o principal critério de avaliação de sua capacidade de fazer home office, mas que uma considerável quantidade de serviços 

Comunicação 

O domínio da língua portuguesa e outros idiomas que fazem parte do seu cotidiano servirão para escrever um e-mail de forma clara e sem ruído, que pode atrapalhar a comunicação. 

Prioridade 

O trabalhador de home office também precisará saber definir prioridade de qual trabalho será feito primeiro para que não haja perda de energia. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPlano para a Amazônia
Próximo artigoBrasileiro descobre estrela que gira a 5 milhões de km/h