MGM pode ter prejuízo de até US$ 50 milhões por adiar 007 – Sem Tempo Para Morrer

Se tivesse mantido a data de estreia original, MGM poderia perder 300 milhões de dólares

A decisão de adiar o novo 007: Sem Tempo Para Morrer foi uma das mais drásticas para a MGM. A produtora já havia sofrido arduamente com adiamentos na produção do filme e agora a estreia que era em abril, passou para novembro. Outros filmes da MGM estão na SKY com mais informações no telefone SKY.

A causa é o pânico causado pelo coronavírus que tem dispersado multidões e concentração de pessoas em espaços fechados. A MGM esperava um impacto muito negativo na bilheteria do filme, incluindo na China, e decidiu adiar. É esperado que até novembro, uma nova vacina contra o vírus já esteja disponível no mercado.

Entretanto, segundo fontes do The Hollywood Reporter, o estúdio pode encarar um prejuízo menor de US$ 30 a 50 milhões.

Mesmo com o valor alto, a publicação aponta que poderia ser muito pior para a produção caso o seu lançamento acontecesse dentro do previsto, no próximo mês de abril, quando possivelmente uma boa parte das salas de cinema ainda estará fechada na tentativa de conter a doença.

Com um orçamento de US$ 245 milhões, Sem Tempo Para Morrer tinha a expectativa de arrecadação de US$ 1 bilhão, o que não aconteceria. Segundo estudo feito pela MGM, a bilheteria sofreria uma perda de US$ 300 milhões caso mantivesse a data.

007 – Sem Tempo Para Morrer está previsto para ser lançado no Brasil no dia 19 de novembro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGoverno paga nesta terça
Próximo artigo“Dois bandidos”: conselheiro afastado acusa Janot e Pedro Taques de conluio

O LIVRE ADS