Menos senadores

ALMT cancela debate sobre redução do número de parlamentares

(Foto: JL Siqueira / ALMT)

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) cancelou a realização de uma audiência pública que debateria a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) em trâmite no Senado cujo objetivo é reduzir a quantidade de parlamentares no Brasil.

O encontro ocorreria na próxima quinta-feira (7), mas foi desmarcado – e não tem uma nova data prevista – por conta de um conflito de agendas da senadora Selma Arruda (Podemos).

A proposta foi apresentada em março por um grupo de 27 senadores – de Mato Grosso, o único coautor da PEC é Jayme Campos (DEM) – e já tem parecer favorável à aprovação da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Se a PEC for aprovada, a quantidade de senadores no Brasil seria reduzida dos atuais 81 para 57 – um a menos por Estado – e a de deputados federais passaria de 513 para 342, o que significa um terço a menos.

Consequentemente, o número de deputados estaduais também reduziria, já que a Constituição Federal prevê que o “número de deputados à Assembleia Legislativa corresponderá ao triplo da representação do Estado na Câmara dos Deputados”.

Com a redução de um terço dos deputados federais, Mato Grosso passaria de 8 para 5 ou 6 representantes na Câmara Federal (a depender de como o Congresso “arredondaria” essa conta) e a ALMT teria esvaziadas 9 ou 6 de suas atuais 24 cadeiras.

Economia de dinheiro público, segundo os autores e defensores da PEC.

A audiência pública para debater esse tema em território mato-grossense foi ideia da senadora Selma Arruda, que teve o pedido de agendamento do espaço da ALMT atendido pelo deputado estadual delegado Claudinei (PSL).

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovem que matou filha de quatro meses de fome é executada pelo namorado
Próximo artigoJovem é preso por agredir a mãe de 74 anos em Cuiabá

O LIVRE ADS