Menino ganha festa temática da PM e policiais são “convocados” para levar o bolo

Adivinha para quem foi o primeiro pedaço do bolo?

Policiais militares do 1º Pelotão de Nova Ubiratã (a 506 km de Cuiabá) que faziam ronda nesta sexta-feira (12), foram surpreendidos com um chamado inesperado. Era Alexandre Accorsi, um tio comovido com o pedido do sobrinho de 7 anos.

“Ele contou que avisou o sobrinho que ia pegar o bolo e ele perguntou se seria possível que ele convidasse policiais para sua festa”, contou ao LIVRE o soldado Eduardo.

O tio tentou. E deu certo! Numa rápida manobra, ele e o soldado Mengues partiram para a casa do pequeno Kaio Felipe Martins, que nem imagina que o seu maior desejo seria realizado.

“O tio nos entregou o bolo, ligamos a sirene e o giroflex e ele nem esperou a gente entrar direito, porque flagrou a nossa movimentação e veio correndo na nossa direção”, se diverte. “Saiu dizendo: ‘é a polícia, é a polícia'”.

Os vizinhos saíram logo para a frente das suas casas, de pronto, meio alarmados, mas logo viram que se tratava de uma comemoração. “Nós e o Kaio recebemos o carinho dos vizinhos que nos parabenizavam”, diz orgulhoso o policial.

A festa era toda temática e inclusive, o bolo. Sim, o pequeno Kaio também tinha uma farda customizada. “E foi engraçado que na hora de cantar o parabéns, ele deu o primeiro pedaço do bolo para a gente. A mãe dele fez de conta que estava enciumada e brincou: ‘está esquecendo da sua mãe, é?'”.

O tio contou à TV Ubiratã, que Kaio ficou extasiado e “nem piscava”.

“O Soldado Eduardo fez continência para ele, e ele retribuiu a continência em câmera lenta, olhando para os policiais com os olhos vidrados. No início, ele ficou com vergonha, mas logo perdeu a timidez, abraçou os militares e agradecia a todo momento a presença deles”.

O soldado Eduardo conta que a PM busca uma relação de colaboração e respeito com os cidadãos. “E é por isso que prezamos muito por estreitar os laços. Queremos que a PM seja vista como amiga, parceira do cidadão. A gente sempre entra na escola, em creches, para mostrar que trazemos proteção, segurança, nunca, medo”.

E os dois soldados deram uma passadinha bem rápida pela festa, tiraram fotos com o garoto e saíram de lá realizados. “Ele disse que quer se tornar um policial”, disse emocionado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMorre Vovó Zilza
Próximo artigoEm curta temporada, ator Marcelo Novaes visita a Amazônia mato-grossense