Mendes visita Instituto Butantan e diz que “prioridade é vacina segura”

Governador irá visitar as instalação de produção da CoronaVac, em São Paulo, indicando adoção de plano alternativo ao governo federal

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador Mauro Mendes irá visitar nesta sexta-feira (11) o Instituto Butantan para acompanhar a fabricação da vacina CoronaVac, produzida pela farmacêutica chinesa Sinovac. A agenda do governador mostra um passo adiante ao Ministério da Saúde na busca por negociação de vacinas para o Estado. 

A visita ao instituto faz parte da agenda de Mauro Mendes em São Paulo, que também participa de evento Líderes Empresariais realizado pelo Grupo Lide. Ontem (10), o Butatan divulgou que começou a produzir a CoronaVac em lote de 1 milhão por dia.  

A fala do governador indicou mudança de postura em relação à espera de um plano de vacinação lançado pelo Ministério da Saúde. Mendes afirmou que mantém a conversa com o governo federal, mas “a prioridade é garantir uma vacina segura aos mato-grossenses o mais rápido possível”. 

“Estamos conversando com o governo federal e cobrando que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) autorize a vacina, seja ela qual for, o quanto antes. Aqui em São Paulo, tenho conversado com o governador João Dória e vou conhecer hoje a vacina Coronavac“, disse. 

Nesta semana, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello divulgou informações diferentes sobre o planejamento para vacinação em três dias. No começo da semana, após reunião com governadores, disse que o Brasil teria 300 milhões de doses da vacina da AstroZeneca, produzida pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, para início de imunização em fevereiro. 

Um dia mais tarde disse que esse plano poderia ser dificultado por falta de logística e, ao mesmo tempo, adiantou o início da vacinação ainda para este ano. O conflito de informações gerou insegurança. 

Como publicado pelo LIVRE, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) não tinha um plano alternativo para negociar a compra de vacina, na esteira do Estado de São Paulo, que irá disponibilizar quatro milhões de doses. (Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMulher é agredida ao cobrar identificação de motorista que parou em vaga de deficiente
Próximo artigoVídeo | Bolsonaro comemora entrega de estrada feita pelo Exército