Mendes dá prazo para secretários e tomará primeiras medidas no dia 3

O governador reforçou que a prioridade do seu governo será equilibrar despesa e receita

Os primeiros decretos do governo de Mauro Mendes (DEM) só serão baixados no terceiro dia de governo. Na primeira entrevista coletiva como governador, na noite desta terça-feira (1º), ele anunciou que deu o prazo de dois dias aos secretários para definir que medidas tomar logo no início do mandato.

“Dei dois dias a todos os secretários para eles verificarem de forma mais profunda e até mesmo checarem as informações [recebidas na transição]. As primeiras medidas sairão ao final do terceiro dia de governo”, informou Mendes, antes da posse do secretariado, na Faculdade de Tecnologia do Senai. A posse de Mauro Mendes ocorreu três horas antes, na Assembleia Legislativa. Na sequência, ele recebeu a faixa das mãos do ex-governador e ex-aliado Pedro Taques (PSDB).

Ele adiantou que revogará o decreto que concede autonomia administrativa à Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager), um dos diversos atos administrativos feitos pelo ex-governador Pedro Taques (PSDB) no fim do mandato que serão anulados.

Mendes informou que os primeiros projetos de lei do seu governo serão enviados na próxima terça-feira (8), quando a Assembleia Legislativa retorna do recesso de fim de ano para terminar de votar os projetos pendentes de 2018.

Ele não informou o prazo para pagar os servidores que ficaram sem receber o 13º salário de 2018. Mendes disse que parou de despachar com o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, no fim do governo, por uma questão ética e que se reunirá com ele ter mais detalhes da situação do caixa do Estado.

O governador reforçou que a prioridade do seu governo será equilibrar despesa e receita. Outras duas prioridades serão fazer um planejamento de curto e médio prazos para o crescimento da economia e a simplificação tributária.
Mendes ainda não anunciou os cargos de segundo escalão e disse que eles serão definidos com participação dos secretários.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTaques não repassa duodécimo do MPE e salário dos servidores está em risco
Próximo artigoQuer viajar em 2019? Dia 6 de janeiro será um bom dia para comprar passagens

O LIVRE ADS